sexta-feira, 25 de julho de 2014

MOSTRAMOS OS OITO ANDORES QUE VÃO INTEGRAR A GRANDIOSA PROCISSÃO DO SENHOR DO CRUZEIRO E DAS NECESSIDADES.

                  Estão prontos e criteriosamente alinhados na nave da Igreja Paroquial os andores que irão integrar a grandiosa procissão das festas do Senhor do Cruzeiro e das Necessidades que vai decorrer no próximo domingo, dia 27,  e constitui o momento mais alto e representativo e, bem assim a razão dos grandes festejos que estão a decorrer em Lanheses, concelho de Viana do Castelo.



           O andor do Senhor do Cruzeiro e das Necessidades é o maior e mais pesado dos que vão participar na procissão. O seu peso deverá ultrapassar os 400 kg e são necessários vários homens para o conduzir aos ombros durante o percurso. Formam-se equipas que se vão revezando frequentemente ao longo do trajecto distribuindo o esforço por toda a equipa. Em dias de muito calor, como se prevê seja o de domingo, alguns, senão todos, vão ter que "suar as estopinhas..."

           A imagem é a que permanece todo o ano na capela da fachada religiosa mais representativa do país, em barroco rocaille, que lhe dá o nome e tem uma configuração bastante rara por apresentar Cristo Ressuscitado a enlaçar com o braço esquerdo a Cruz onde tinha sido crucificado, quando o mais frequente aparece reprfesentado pregado na Cruz do Sacrifício.



                  Este é o andor de Cristo Crucificado, a versão mais comum e conhecida dos católicos cristãos.

               É bastante mais leve que o anterior e também é levado em ombros pelos respectivos mordomos, em turnos que se vão revezando mais pela honra de o ajudar a conduzir que por necessidade física.



                Esta imagem representa o Senhor dos Passos, patrono da capela com o mesmo nome existente no Lugar e Largo do Outeiro. É também bastante pesado e segue no percurso com a ajuda de vários mordomos.


         Este é o andor de Nossa Senhora de Fátima, normalmente conduzido por jovens raparigas com o mesmo empenho e dedicação dos homens.


                Andor com  a imagem da Senhora da Lapa, pequenina, e bem mais leve que as restantes.


                   Andor da Senhora das Dores, um dos preferidos principalmente das mulheres a quem suplicam nas horas difíceis de dar à luz.



                  As duas últimas imagens referem-se ao andor da Padroeira da freguesia, Santa Eulália. Tem a forma de uma barquinha numa alusão à forte ligação de Lanheses ao rio Lima, que passa a sul numa extensão que vai de Fontão a Vila Mou. É bastante original e está bem ornamentado.


               Estão dispostos em alas paralelas na neve central da Igreja, estando a primeira à esquerda.



                  VISTA GERAL DA IGREJA de LANHESES, SIMPLES MAS BONITA.


                     Pormenor da pia baptismal tendo por cima a mísula com a imagem do Sagrado Coração de Jesus. No coração que Jesus segura na mão esquerda estão todos os nomes dos que contribuíram para a aquisição dessa imagem, há quase um século. Está sob sigilo único do pároco da freguesia.


                                                          FIM

Texto e fotos: doLethes
Remígio Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário