domingo, 15 de julho de 2018

FALECIMENTO


         RAUL OLIVEIRA VIANA. casado, com 67 anos de idade, com domicílio ma Travessa da Forcada, no lugar com o mesmo nome, em Lanheses, faleceu ontem sábado dia 14 de julho, por motivo de doença.

        O funeral do nosso conterrâneo vai realizar-se hoje, domingo dia 15, pelas 18 horas, saindo o corpo em cortejo fúnebre da capela mortuária N.ª S.ª da Esperança desta freguesia, onde está em câmara ardente, para a Igreja paroquial onde decorrerão as exéquias fúnebres, findas as quais irá a sepultar no cemitério local.

       Aos familiares próximos apresento as minhas condolências.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

FALECIMENTO.


Resultado de imagem para crucifixos fotos

    JOÃO JOSÉ PEREIRA VIEIRA, solteiro, com 53 anos de idade, com morada no lugar e rua de Lamas, em Lanheses, faleceu hoje quinta-feira 12 de julho por motivo de doença.

    O funeral vai decorrer amanhã, sexta-feira dia 13, pelas 09:00  horas, a partir da Igreja Paroquial onde decorrerão as exéquias fúnebres, findas as quais irá a sepultar no cemitério da freguesia.

   À família apresento as minhas condolências.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

PARTICIPAÇÃO DA RECIROSA NO RALI DE VIANA FOI POSITIVA.


(Texto de cortesia)


RECIROSA COMPETIÇÕES COM PROVA AGRIDOCE EM VIANA DO CASTELO

Realizou-se no último fim de semana mais uma edição do rali de Viana de Castelo, uma prova cheia de altos e baixos, que terminou de forma agridoce para esta equipa vianense. 
Nos dias 7 e 8 de Julho decorreu mais um rali em terras vianenses, onde a Recirosa Competições marcou presença com 2 duplas: Márcio Pereira e Patrícia Pereira em Renault Mégane e a equipa estreante nesta modalidade António Alves e João Bompastor Ferreira a bordo do competitivo Toyota Yaris.



Márcio Pereira e Patrícia Pereira entraram nesta prova com o objetivo principal de testar as alterações feitas ao Renault Mégane e levá-lo até ao final do rali, recuperando assim a confiança no carro. Ao longo do fim de semana, os melhoramentos testados revelaram-se-se eficazes e a equipa mostrou-se novamente confiante. Márcio conta que: “Entramos no sábado com algum receio pois este carro já nos pregou algumas partidas e acabamos por perder a confiança que tínhamos nele. No entanto, durante a prova foi-nos demonstrando que estava apto para voltar a ser competitivo e isso fez-nos apostar mais durante o rali.” A dupla teve um fim de semana sem grandes problemas, apenas contando com um só corte exagerado em Outeiro 1 que lhes condicionou a direção, terminando o resto dos troços da manhã com o carro desalinhado. Já no final do rali, o esforço da dupla e da assistência viu-se recompensado com um excelente 8º lugar à geral, 1º no grupo X2 e 4º lugar no Troféu CIN. “Apesar de tudo, terminamos a prova num lugar positivo tendo em conta a nossa falta de ritmo. Resta-nos agradecer a todos os que acreditaram em nós e nos apoiaram, amigos e patrocinadores, nomeadamente: S.B.L ; Recirosa, lda ; Biojaq ; Churrasqueira Santa Marta ; Recirosa Automóveis; QuimiViana ; Micro Di; Viana Papel; Araújos Oficina Geral; Reboques Silva Pereira; Mário Sá – Arquitetos; Granjas eletrodomésticos; J.C.Loureiro e Filhos e aos que ajudaram de forma anónima o nosso obrigado também. “

Por outro lado, a dupla António Alves e João Bompastor Ferreira, que tiveram a sua estreia neste rali a bordo de um Toyota Yaris, contaram com um prova mais atribulado, acabando mesmo por ter uma saída de estrada em Outeiro 1, que ditou o abandono da competição. António comenta que: “apesar de termos andado pouco, pelo cancelamento de troços no sábado e abandono no domingo, foi uma experiência nova e muito enriquecedora e apesar de desistência, encontramos um público muito divertido que nos animou num momento de desmotivação. Agradecemos ao grupo de adeptos que nos receberam na sua casa e nos trataram como um deles. Foram incriveis!“. O navegador João Bompastor Ferreira também gostou da experiência e espera repetir: “Sem dúvida, uma experiência a repetir! Agradecemos a todos pelo imenso apoio que sentimos e a toda a equipa de assistência pelo excelente trabalho. Queremos deixar um enorme obrigado aos nossos patrocinadores. São eles: NortAluga ; Hospital Particular de Viana ; Cemento Cosmos ; Pulmor; Recirosa ; Talina Publicidade; Dentolimia; Neopop; Health4trab. Para o ano há mais!”



Este rali ficou marcado por uma saída de estrada de um dos concorrentes que acabou por atingir público e lamentavelmente uma vítima mortal. A equipa RECIROSA COMPETIÇÕES gostaria de endereçar uma palavra de consolo à família do Sr. Salgado. Infelizmente são situações que podem acontecer no nosso desporto. Quanto à equipa envolvida no incidente, endereçamos também uma palavra de alento e de força, e desejar que não desistam desta atividade desportiva.




    

Remígio Costa  

DONA AMÉLIA COMPLETOU 103 ANOS DE IDADE.

    


     Nasceu a 10 de julho de 1915, quando o mundo andava já envolvido há um ano no primeiro grande conflito bélico que decorreu entre 1914/1918, tendo completado ontem terça-feira 103 anos de vida, AMÉLIA GONÇALVES COSTA, a "Amélia Palhares" por ser viúva de António Martins da Costa Palhares membro da conhecida família lanhesense detentora daquele apelido. Deverá ser neste altura a cidadã mais idosa da freguesia de Lanheses.


   Dona Amélia tem vindo  a ser acompanhada e assistida na residência da rua de Salvaterra, no lugar da Taboneira, desde há alguns anos a esta parte, por antiga auxiliar da família que dá pelo nome de Elisa, beneficiando de tratamento privilegiado e do carinho da sua única assistente nos exigentes cuidados que o atual estado de mobilidade e das suas condições de saúde requerem.

  Na íntima e singela comemoração que lhe foi oferecida para celebrar a efeméride, estiveram presentes algumas pessoas do círculo próximo da homenageada e da sua companheira D. Elisa, em breve mas significativo convívio de proximidade fraternal e de partilha, e de homenagem à veneranda aniversariante.










Foto: doLethes
Remígio Costa

terça-feira, 10 de julho de 2018

FEIRA DE VERÃO, EM LANHESES, COM MUITA ANIMAÇÃO.

Q

               A Junta de Freguesia de Lanheses (Viana do Castelo) acaba de divulgar o cartaz da Feira de Verão, a qual vai decorrer no Largo Capitão Gaspar de Castro, o centro cívico da localidade, no próximo dia 14, sábado,  onde atuarão as bandas e artistas convidados, e decorrerá a habitual feira tradicional com petiscos, sardinha assada, porco no espeto e caldo verde nas tendas improvisadas levantadas no recinto.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

BISPO DA DIOCESE PRESIDIU À CERIMÓNIA DO SANTO CRISMA EM LANHESES.


                      O grupo de crismados pelo Bispo da Diocese de Viana do Castelo, D. Anacleto Oliveira, onde estão incluídos os padres Daniel Rodrigues e Manuel Alves V. Costa.
  
    D. Anacleto Oliveira, bispo da Diocese de Viana do Castelo, com uma comunidade cristã católica de cerca de 340 000 crentes, orientou pessoalmente e presidiu no último findo de semana, na freguesia de Lanheses daquele concelho e distrito, nos dias 6 e 7 de julho, a solene cerimónia da Confirmação pelo Crisma a quinze batizados de ambos os sexos e diferentes idades, sendo catorze das paróquias de Santa Eulália de Lanheses, nove, de São Paio de Meixedo, cinco, e um da de Arcos do concelho de Ponte de Lima. 

   O Solene cerimonial da administração do Crisma decorreu na Igreja paroquial da mencionada freguesia no decorrer da Eucaristia dominical, a qual foi presidida pelo Senhor Bispo D. Anacleto Oliveira, tendo sido coadjuvado pelo pároco residente das paróquias de Santa Eulália de Lanheses e de S. Paio de Meixedo, padre Daniel da Silva Rodrigues, e ainda pelo padre Manuel Alves V. Costa.

  Usando da sua peculiar forma de comunicar que o identifica e que prima pela leveza e simplicidade discursiva, intuição de empatia através de referências elogiosas e sentido de fino humor, D. Anacleto orientou a homilia da Eucaristia Crismal no sentido de um diálogo com os crismandos recorrendo a elementos colhidos individualmente no decorrer do encontro vespertino de preparação prévia do Ato havido na noite anterior no Centro Paroquial por ele promovido e que orientou, revelando nominalmente o que cada um deles respondeu às duas perguntas por ele propostas naquela sessão: "O que é que espero da Igreja?", e "o que é que a Igreja espera de mim?".

  No estrito cumprimento do ritual do Crisma decorreu seguidamente a administração individual dos santos óleos perfumados, tendo cada um dos crismandos autopropostos comparecido e ajoelhado junto à ara da capela-mor onde o Senhor Bispo lhes traçou na testa o sinal da confirmação, e felicitou com abraço convicto e palavras de simpatia. Foi particularmente relevante o facto de um dos ungidos ser casado, professor do ensino secundário, tendo sido o próprio filho, menor e estudante e um dos crismado na mesma cerimónia, o padrinho do seu progenitor.

  Dada por finda com a benção à numerosa assembleia que participou na Eucaristia, Sua Exª Revª D. Anacleto Oliveira, já desparamentado, sorridente e sempre afável, recebeu e concedeu cumprimentos informais a todos os que a ele se dirigiram.

  Uma menção muito especial para a magnífica prestação coral do jovem Grupo Coral Paroquial de Lanheses, nesta cerimónia ainda mais valorizado pela colaboração especial de dois jovens músicos convidados.(ler comentário -esclarecimento) inserido na caixa sobre a verdadeira identidade do Grupo Coral).

   














































Fotos: doLethes
Remígio Costa



G

quarta-feira, 4 de julho de 2018

PARA FERRARI SÓ LHE FALTA A COR VERMELHA.

  


      Com alguma surpresa está em exposição desde esta manhã no espaço onde se situa o estabelecimento comercial Jortintas, no Largo Capitão Gaspar de Castro, em Lanheses, uma embarcação ligeira para navegação no rio Lima e no mar com a costa à vista. De acordo com as indicações afixadas em ficha exposta no local, a qual pode ser consultada a seguir, tratar-se-à da concretização de uma paixão antiga do nosso conterrâneo António Correia, atualmente domiciliado em S. Salvador da Torre, credenciado encarregado de obras de construção civil, que a concebeu e desenhou, entregando a construção a um seu amigo profissional de carpintaria com oficina nesta localidade conhecido por Titi. 

    

                        (Com um clik aumenta para ler melhor)

      O barco agrada à primeira vista. É elegante, leve, e a cor em cinzento claro "cai" bem. E o formato aproxima-se das tradicionais "barquinhas" típicas do Lima. Seguindo, ainda, os dados da ficha, foram cumpridas todas as exigências legais para lhe ser concedida autorização de navegação. Seguem-se, agora, os testes de adaptabilidade ao motor de propulsão cuja potência será determinada em conformidade com os dados recolhidos. São mostrados, também, todos os equipamentos para os utilizadores previstos nos regulamentos.

    " ... grandes sonhos, para grandes momentos..." e um "Ferrari" (que não é vermelho mas tem outra cor bonita) para capitanear em vez de pilotar pode bem concretizar o que um lindo sonho alguém, uma vez, sonhou.

      Se a notícia suscitou curiosidade bastante para conhecer in loco a novidade relatada, poderá ser confirmada pelo menos até amanhã de acordo com a informação obtida na loja Jortintas.



Fotos: doLethes
Remígio Costa