quinta-feira, 2 de julho de 2015

APRENDER A PESCAR.


Prometeu que levaria
 peixe fresco p'ro jantar
mas a cana não bolia
e cansou-se de esperar.

Ficou ferrado no sono
numa soneca bem grossa
e enquanto ele  ressona
toma banho a minhoca. 

Acordou mexeu na cana
puxou o anzol sem isco
é melhor pescar na cama
onde não há tanto risco.

 
Ensina um provérbio chinês
 que a cana se saiba usar
porque há de chegar a vez
dum peixe saber pescar. 


FOTO: doLETHES




 







 



 




 


 

PEDROHOMEM DE MELLO - Evocação das Pandegas em Cabanas - 4 de Julho 2015



ABERTURA DA EXPOSIÇÃO VERÃO "BOATO", de Paula Branco Pereira | 4 de julho 2015 | 11h00 | Antigos Paços do Concelho - Piso 1 (Praça da República - Viana do Castelo)



De



EXPOSIÇÃO COLETIVA NACIONAL 70 CAVAQUINHOS| 70 artistas














ÁGUA ARRIBA "LANHEZES" PASSEIA NO LIMA CRIANÇAS EM ATL.

            


 Um grupo de crianças em ação de ATL em Lanheses passeia no barco água arriba sob a condução do experiente Caninhas e a vigilância das respetivas educadoras. Aproveitando a fase da maré enchente e a existência de vento moderado, a réplica do antigo meio de transporte do rio Lima vai a subir contra a corrente de vela quadrangular redonda enfunada em andamento ligeiro, depois de virar junto à ponte e seguir para montante.


            É um simples detalhe da atividade que se verifica no local agora ainda mais procurado com a chegada do verão e a criação do centro de aprendizagem de canoagem desportiva cujas inscrições estão neste momento abertas a menores até aos 16 anos de idade.


FOTOS: dolETHES

O SEDUÇÃO DE JULHO.


UMA LANCHA NO MAR


Sinto um não querer que desconheço
Uma moleza persistente e baça
A quem sem ter vontade me ofereço
Somando horas ao tempo que passa.

Não há lenitivo num livro antigo
Poema onde estímulo encontre
Procuro enseada que seja abrigo
De lancha com rumo, leme na ponte.

Sou mareante em mar agitado
Envolvido no impacto salgado
Pelo rebentar das ondas adversas.

Neste ondear inquieto e incerto
Guia-me uma luz no céu emerso
Rasto de mistério e de promessas.
.
1/Julho/2015


quarta-feira, 1 de julho de 2015

AEMAR PEREIRA regressa ao Renault Clio em Sever do Vouga




O Campeonato Nacional de Rallicross prossegue já no próximo fim de semana com a primeira das duas visitas previstas ao Circuito do Alto do Roçario em Sever do Vouga. Dando continuidade à sua evolução na modalidade, o piloto de Viana do Castelo Ademar Pereira vai uma vez mais marcar presença no circuito aveirense incluído na categoria "Super Nacional", apresentando desta feita algumas novidades.
Depois de um início de época abaixo do esperado, o piloto da Recirosa Competições encara as próximas provas com objectivos um pouco diferentes do que vem sendo hábito. Ademar Pereira começa por explicar a primeira novidade: "De facto, em Sever do Vouga e nas próximas provas iremos voltar ao "velhinho" Renault Clio. O início do ano tem sido algo frustrante para nós com vários problemas no Renault Megane que estreamos em Mação e por isso decidimos dar continuidade à nossa participação no campeonato com o Clio enquanto tentamos colocar o Megane na melhor forma. O Renault Clio está já bastante testado e poderá dar-nos melhores garantias de fiabilidade e por isso pensamos ser esta a melhor opção, uma vez que também me sinto totalmente adaptado à sua condução."

Ademar Pereira, que vai estrear uma nova estrutura de assistência na prova do Vouga Sport Clube, refere que "o nosso campeonato agora vai ser pensado prova a prova. Temos já um considerável atraso na tabela classificativa pelo que queremos pensar em cada ronda como uma prova isolada, tentando sempre dar o nosso melhor em cada manga. Vamos para Sever do Vouga com uma nova estrutura e assistência própria da Recirosa Competições e esperamos conseguir um fim de semana sem sobressaltos mecânicos que nos permitam rodar o melhor que conseguirmos sem pensar tanto nos resultados."
Sobre o Renault Megane estreado no início do ano, o piloto refere que "após as provas de Mação e Castelo Branco, nas quais o carro nunca esteve ao nível que gostaríamos, fomos obrigados a proceder a várias alterações significativas e agora vamos tentar evoluir e melhorar a mecânica, com calma para que as coisas fiquem como queremos. Não temos qualquer previsão para o seu regresso à competição, mas queremos ter a certeza que quando voltarmos ao Megane, teremos um carro fiável, competitivo e que nos permita sonhar com vôos mais altos."

O Rallicross de Sever do Vouga tem o seu início na tarde de sábado com os treinos e primeira manga de qualificação, ficando agendadas para domingo as restantes mangas e finais.