quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

INSTALAÇÃO DA CIMENTEIRA EM LANHESES REPUDIADA EM REUNIÃO DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA.

                              PAULO VALE, apresentado a moção

 CONFORME ESTAVA PREVISTO, REUNIU ONTEM À NOITE NO FÓRUM DA JUNTA, A ASSEMBLEIA DA FREGUESIA DE LANHESES TENDO COMO PRINCIPAL PONTO DA AGENDA A ANUNCIADA INSTALAÇÃO NO PARQUE EMPRESARIAL DE UMA CIMENTEIRA.

DA REUNIÃO RESULTOU A APROVAÇÃO POR UNANIMIDADE DE UMA PROPOSTA APRESENTADA À MESA PELO DR. PAULO VALE, NA QUAL SE CONTESTA A IMPLANTAÇÃO DAQUELA UNIDADE FABRIL.

NO DECORRER DA REUNIÃO, A JUNTA DE FREGUESIA QUE ESTAVA REPRESENTADA PELOS SEUS PRINCIPAIS COMPONENTES, PRESTOU INFORMAÇÃO DETALHADA SOBRE OS PASSOS JÁ DADOS PARA ALERTAR E REBATER O PROJECTO, TENDO SIDO DIVULGADO UM ESTUDO POR ELA PRODUZIDO SOBRE OS MOTIVOS QUE A LEVAM A RECUSAR A SUA CRIAÇÃO NA ZONA INDUSTRIAL DE LANHESES, O QUAL VAI SER ENVIADO ÀS ENTIDADES DA TUTELA.

ESCLARECE-SE QUE O PRAZO QUE HOJE TERMINA RESPEITA EXCLUSIVAMENTE AO PERÍODO DO CONHECIMENTO PÚBLICO DO EMPREENDIMENTO, ESTANDO ABERTA A PARTIR DE AGORA TODA E QUALQUER DILIGÊNCIA PARA SEREM APRESENTADAS PETIÇÕES E PARECERES COM VISTA À FUNDAMENTAÇÃO DA REJEIÇÃO.

(MAIS TARDE SERÃO AQUI DIVULGADOS PORMENORES DA REUNIÃO.

5 comentários:

  1. Mais um show off...

    Contrariando a opinião de muitos lanhesenses, não vejo o porquê de tanto alarido por causa da fábrica! O resumo do AIA, embora seja o não técnico, pois o técnico muita gente não entenderiam dada a sua especificidade, revela alguns impactes não significativos, tanto em construção como em operação da empresa, por outro lado cria cerca de 70 empregos.
    Tendo em conta a problemática das questões ambientais, certamente a empresa cumprirá os valores máximos admissíveis durante a produção, portanto não palpitemos assuntos da boca para fora, só porque...ouvi dizer que...enfim!!!


    R.BMA

    ResponderEliminar
  2. Penso que o sr comentador R.BMA nunca habitou perto de uma fabrica dessas. Senão não falava assim.Uma coisa é ler um relatorio, outra é viver perto de uma cimenteira. E posso dizer-lhe (com experiência) que essas industrias acarretam inumeros problemas tanto ambientais como de saude publica.
    é certo que o desemprego é um flagelo actualmente. Mas trocar o saude por um emprego??? Valha-nos Deus... o bem mais precioso que temos é a saude,talvez o senhor seja jovem e não tenha consciência disso.

    ResponderEliminar
  3. Parece-me de uma irresponsabilidade atroz que alguns "privilegiados" coloquem em risco o futuro de muitos...alguns com emprego público garantido e sem risco preferem manter Lanheses atrasada e com a sua beleza "rural" intacta, manifestando-se contra o desenvolvimento e a criação de emprego e a possibilidade de outros menos afortunados conseguirem um emprego e garantirem o seu sustento na Região!
    Se o interesse destes fosse garantir as condições de segurança de funcionamento das unidades industriais, participariam ativamente no processo, acompanhando o processo no seu interior e verificando o cumprimento dos requisitos legais que as entidades públicas responsáveis definirem como obrigatórias, procurariam garantir o acesso preferencial da população de Lanheses aos empregos a criar pela unidade e garantir o fornecimento de bens e serviços à unidade a partir da comunidade empresarial local.
    Ora, o interesse destes não é esse, embora falem em nome do povo, só estão preocupados com a sua situação pessoal e, é claro que para eles não existe interesse nenhum em ter novos investimentos (este e outros que se poderão suceder) e sabem que com a continuação destas iniciativas irão acabar por "matar" o Parque, afastando potenciais investidores!!!

    ResponderEliminar
  4. O senhor comentador das 2O,O8 não sabe certamente o que é uma cimenteira.Eu, vivendo em França, por infelicidade, vivi muitos anos perto de uma dessas fabricas.
    Conseguir um emprego na região é o desejo de qualquer um de nos.Mas não a qualquer preço. Aqui esta em causa a saude das pessoas.
    Ha outras fabricas que se poderão instalar na zona industrial,mas não essa.
    Essa fabrica é das mais poluentes que existem.
    Não se deixem levar por relatorios (que todos eles escondem interesses!), mas informem-se junto de pessoas competentes na matéria.
    Aproveito para saudar a Assembleia de Freguesia que repudiou (e com toda a razão)
    a instalação da cimenteira.

    ResponderEliminar
  5. Qual a criação de empregos pode trazer uma indústria tão poluente, como são as cimenteiras, será que há necessidade de sacrificar a gerações futuras em troca de tão pouco, 70 posto de trabalho precários, estou do lado da junta de freguesia.

    ResponderEliminar