segunda-feira, 1 de setembro de 2014

VESPA VELUTINA: FINALMENTE A INFORMAÇÃO OFICIAL QUE FALTAVA.

                       A vespa de espécie velutina, também conhecida por vespa asiática ou "assassina", principiou há três anos a ser assinalada nesta freguesia com o primeiro casulo descoberto no Lugar do Campelo, num bosque situado do lado direito do início do acesso à ponte de Lanheses. Posteriormente, mais casulos apareceram um pouco por todo o lado como no Seixô, na Forcada, na Corredoura (dois), em Lamas e, noutros locais de que me deram conta mas que acabaram destruídos pelo bombástico "bombeiro-herói" que os queimava a maçarico ou lá o que fosse que  usasse sob o holofote das televisões. 

                      Queixavam-se os apicultores da exterminação dos seus enxames dizimados pela abelha assassina que ataca impiedosamente as colmeias e corta a cabeça das laboriosas fabricantes do precioso mel. Viviam as pessoas em fanicos com a proximidade dos casulos construídos pela invasora nas árvores próximas das habitações, pinheiros, eucaliptos, oliveiras, castanheiros. Corriam de boca em boca informações de que o recurso às instituições públicas resultava inútil, ou demorava, ou era demasiado burocrático e usava meios inapropriados e escassos, quando finalmente aparecia. O mal, como se comprova, expande-se por todo o lado como praga e não me refiro somente a todo o vale do Lima e Alto-Minho.

                     Dos organismos públicos que legitimamente se esperaria atempado planeamento e eficaz campanha de combate e informação sobre este grave problema que coloca em risco o equilíbrio da fauna e flora, local e nacional e, a segurança da população atingida pelos efeitos perniciosos desta espécie predadora, nada era conhecido que estivesse a ser pensado com vista ao combate que é preciso travar para extinguir, ou pelo menos, debelar os malévolos efeitos provocados pelo insecto malquisto.

                   Finalmente, alguém fez chegar ao meu conhecimento um desdobrável da entidade do ministério público responsável pelo assunto, contendo indicações básicas muito úteis para a população em geral, que me apresso a divulgar aqui mo doLethes e que muito poderá contribuir para um consciente comportamento da população sobre este sério assunto.

                   


1 comentário:

  1. Boa noite
    O primeiro casulo apareceu no parque verde no primeiro milheiral

    ResponderEliminar