domingo, 21 de setembro de 2014

TEMPO CONTEMPORIZA E DÁ À FESTA O TEMPO QUE ELA PRECISA.

    



                                                   ESPAÇO MAIS PROCURADO



                Com alguma ameaça de pequenos chuviscos anima-se no Parque Verde a Festa do Milheiral com as pessoas a chegar ao local em quantidade bastante para se fazer sentir alguma animação. Chegam, arrumam as viaturas no parque gratuito junto ao local onde se vao desenrolar a maior parte dos números previstos no programa e procuram sob o arvoredo o melhor local para estender as toalhas, ocuparem as mesas ainda disponíveis e aprontarem-se para o "ataque" ao farnel preparado em casa. Há já quem ocupe mesa na tenda principal do recinto com o intuito de ali almoçar o prato especial do dia, com receita preparada "à moda transmontana", contribuindo deste modo para a Obra Social Riba Lima.


                              BOMBOS ANIMAM O PARQUE VERDE

       

              Num brevíssimo raid feito há cerca de vinte minutos pelo palco natural da festa do milheiral, colhi uns retratos que dão uma amostra curta do que já está em  movimento, incluindo o grupo de bombos de Santa Marta de Portuzelo que deu entrou em acção na eira a  bater  "forte e feio" nos bombos de modo a que nem um pássaro se atreva a ficar num ramo de uma árvore e fazer alguma travessura a quem ficar por baixo.

A sósia da "Águia"  do Beato Bartolomeu dos Mártires pronta para a pantomina.
        

              Não chove, pois, a temperatura ajuda e você só não vai passar a tarde deste domingo junto à margem do rio se quiser arranjar uma desculpa para não sair do sofá. 

        Vá.

                       Tenda grande dos "comes e bebes". E pagas, já agora.


                         Os mais rápidos ficam sempre nos lugares da frente.


                      Estacione aqui, não na rua de acesso. Só complicaria o fluxo do trânsito.

Sem comentários:

Enviar um comentário