sábado, 22 de novembro de 2014

PALMEIRA CENTENÁRIA ATACADA PELA PRAGA MORTÍFERA DO ESCARAVELHO.

              
                                A copa da palmeira da Igreja paroquial.

                 Há muitas palmeiras espalhadas por toda a freguesia atacadas pela praga do escaravelho vermelho que, segundo notícias publicadas na informação, é originário do Egito. Há dias atrás referi o corte da palmeira da Escola Secundária, ainda relativamente jovem e, aparentemente, em condições de poder alcançar longa vida, mas que não escapou à praga que está a multiplicar-se com rapidez e de forma inexorável e teve que ser abatida.

                  Hoje, venho falar aqui da palmeira  existente no adro da igreja paroquial há mais de um século e que é uma referência para a maior parte de sucessivas gerações que por ela passaram brincando no espaço onde cresce nos intervalos da catequese. Com perto de dezanove metros de altura a sua copa tinha sido aparada no ano passado e mantinha aspeto são que era sinal de saúde e garantia de alargado tempo de vida. Não será assim, pois, como as imagens dão conta a provecta palmeira apresenta nítidos sintomas de estar contaminada e a caminho do fim.

                  Um pouco a nascente da palmeira do adro da Igreja já no Lugar do Outeiro, fotografei outra também com a copa destruída, sendo muito raro ver nos quintais onde foram plantadas para embelezar as moradias dos proprietários que ainda não estão atacadas pelo cancro egípcio.

                                                      A PALMEIRA DO ADRO
               

                                            Palmeira doente do Lugar do Outeiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário