quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A ÚLTIMA ESTAÇÃO?

                             Será esta a última estação em Lanheses dos CTT?

              De uma notícia hoje publicada na edição em papel do Jornal de Notícias (JN) extraí a convicção de que a Administração dos CTT mantém a sua determinação de encerrar a estação dos correios desta freguesia, fazendo tábua rasa do desagrado e dos danos manifestos causados a muitos milhares de utentes. Segundo a citada fonte resultaram infrutíferas as diligências de que se haviam encarregado os deputados do Partido Social Democrático pelo Círculo Eleitoral de Viana do Castelo, não demovendo a empresa pública, a quem a estação pertence, da sua intenção de entregar a gestão do posto a particulares.

              Como é sabido, a Junta de Freguesia rejeita por seu lado a assunção do serviço postal, por não possuir receitas que o sustentem, estando porém disponível para ceder uma espaço no edifício que ocupa para ali ser assegurado o funcionamento do posto. Esta solução, porém, a vir a ser aceite não assegura a continuidade de todos os serviços actualmente assegurados na actual estação, restringindo-se praticamente ao tráfico postal.

              Ninguém compreende este golpe traiçoeiro desferido contra a freguesia de Lanheses, nem o roubo cometido contra os mais desprotegidos e frágeis, que poderão chegar aos 14 000 habitantes a quem a estação dos correios vem prestando os seus préstimos, resultante da sua concentricidade e facilidade de deslocação rodoviária, numa fase em que parece, finalmente, apresentar sinais de poder sair do atraso a que a sujeitaram, com um Agrupamento Escolar de qualidade, uma Zona Industrial a sair da sua inutilidade de anos, balcões bancários e serviços de saúde e o aparecimento lento mas contínuo de novos serviços.

              Sacrifícios, sacrifícios e ainda mais sacrifícios. Só e sempre exigidos àqueles que conhecem, na pele, verdadeiramente o que isso é.

             

            

Sem comentários:

Enviar um comentário