quarta-feira, 14 de setembro de 2011

SÃO SALVADOR DA TORRE VAI TER A FESTA DO LINHO.

          

           A participação no jantar implica a aquisição prévia de uma senha por indivíduo, as quais podem ser adquiridas nas freguesias envolvidas a pessoas participantes no projecto, sendo que em Lanheses estão encarregados dessa tarefa, Hélio Franco, Filipe Rocha, Catarina Vale e Rosa de Lamas, podendo este grupo vir a ser ampliado se, entretanto, outros voluntários quiserem colaborar neste trabalho.
      

            Entretanto estão a decorrer diligências junto dos lavradores e cidadãos em geral, com vista à recolha de  produtos caseiros que entrem na confecção do tradicional sarrabulho minhoto, desde os imprescindíveis produtos do porco como arroz, batatas, cebolas, cenouras, não se rejeitando as confecções de doces caseiros e bebidas digestivas.

               A feira rural que está prevista realizar-se só terá sucesso garantido com a colaboração dos produtores rurais, de quem se espera mais uma adesão generosa como vem sendo hábito nas feiras até aqui realizadas. Outrossim, são necessários voluntários para se encarregarem das vendas nas bancas onde serão expostos os bens oferecidos. O mesmo se espera venha a acontecer na cozinha, onde é imperioso ajudar a Dª Gorete, a cozinheira, na preparação do jantar e para assegurar o serviço das mesas. Os produtos deverão ser entregues no Centro Paroquial até ao dia 22 do corrente.

                Como consta do cartaz acima o tema deste evento organizado pela equipa de animação cultural e recreativa em desenvolvimento em Lanheses no corrente ano, e o do LINHO, uma interessantíssima reposição duma actividade agrícola muito comum há décadas atrás entre nós, intentando reconstituir as diferentes fazes e processos da sua cultura, desde o nascimento da planta até ao fabrico de peças nos teares de pedais. Felizmente que existem ainda entre nós bastantes pessoas que conhecem o ciclo do linho, por nele terem trabalhado e possuírem, ainda, alguns dos utensílios que usavam.


    
                A receita que vier a resultar deste canseiroso mas interessante convívio vai reverter, à semelhança de outros até agora concretizados, para ajudar no obra do Centro Social Riba Lima, cujas instalações estão a ser levantadas na freguesia de Lanheses mas envolve as populações de Vila Mou, São Salvador e Meixedo.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Caro Remígio Costa.
    Os meus sinceros parabéns pela qualidade deste blogue, incontornável para quem se interessa pelos destinos da nossa freguesia de Lanheses. O “Dolethes” tornou-se um verdadeiro serviço público de informação e de divulgação cultural. Bem haja pela sua dedicação a este projecto.
    Um único reparo. Não aceite comentários de anónimos. Eles quase sempre conspurcam este espaço com comentários cobardes e ignóbeis.
    Joaquim Félix Ramos

    ResponderEliminar
  3. Félix Ramos:

    Tenho consciência de ter usado de demasiada condescendência em relação a alguns "comentários" anónimos que ultimamente aqui têm entrado.

    Mesmo que deseja manter aberto este espaço a todos quantos aqui queiram vir debater ideias e comentar assuntos de interesse comum, não permitirei a publicitação de ataques de ordem pessoal e o uso de linguagem imprópria ou insultuosa.

    Remígio Costa.

    ResponderEliminar