segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

CACHOPA DO MINHO, CANTADA POR ARTUR RIBEIRO.

                Depois de por Lanheses ter passado o famoso Alberto Ribeiro com um  espetáculo que decorreu na antiga casa do povo com lotação esgotada, outro artista de música popular ligeira muito em voga na mesma altura, ARTUR RIBEIRO  promoveu  no mesmo local idêntico sarau, mas, agora, com a presença de pouco mais de uma dezena de espectadores. Tão reduzido número de pessoas na sala não aconteceu porque o cantor não gozasse de grande popularidade, pois tinha um rico reportório com várias canções que andavam de boca em boca, mas, devido ao facto de à hora prevista para o início da soiré, nem ele ou qualquer outro elemento do seu grupo terem comparecido no local. O atraso aconteceu (veio a saber-se mais tarde) devido à duração de um espetáculo levado a cabo nessa mesma tarde em Vila Praia de Âncora e os muitos interessados que esperavam poder assistir à sessão em Lanheses, cansados de esperar, abandonaram o local depois de terem aguardado a comitiva perto de duas horas. 

                Restando um tão baixo número de pessoas com bilhete adquirido para assistirem ao espetáculo, Artur Ribeiro ainda hesitou não evidenciando muito interesse em dar início à sessão. Porém, os poucos presentes interessados de que fazia parte Matias do Gregório, figura considerada no meio social local muito experiente, "exigiram" que a sessão se cumprisse, o que veio a acontecer com muito profissionalismo por parte da companhia e com total agrado dos "resistentes" até cerca das duas da manhã.

               Não é tarefa fácil escolher entre as muitas lindas interpretações que Artur Ribeiro nos legou; optei por esta que canta a mulher do Minho, bem representativa da fértil época dos anos cinquenta.

                

              

              

Sem comentários:

Enviar um comentário