terça-feira, 14 de abril de 2015

GLICÍNIA "VESTE" JAPONEIRA.


 À sombra da frondosa japoneira, a glicínia crescia pouco e a custo e não era feliz assim. Precisava de sol para tingir de cor as flores dos seus cachos pendentes e fazer crescer e entumescer as sementes das suas vagens. Usando as suas qualidades de trepadeira natural, a glicínia sustentou o seu crescimento enredando-se nos ramos da japoneira até ao cimo e, aí chegados, libertou-os como véu e vestido de noiva de forma a cobri-la numa miscelânea de flores multicolores e a cor verde das folhas, construindo esta monumental, atípica e rara decoração com que a natureza nos surpreende.

Não está disponível para contemplação pública e são escassos os olhos que a veem.





Foto: doLethes
Remígio Costa.

Sem comentários:

Enviar um comentário