sexta-feira, 8 de maio de 2015

REQUALIFICAÇÃO DA MARGEM DO RIO LIMA VISITADA PELO AUTOR DO PROJETO INOVADOR.

               

               Engº Pedro teiga, à direita, dando as primeiras informações


            As obras que estão a decorrer na margem direita do rio Lima com vista a travar o processo natural da erosão que se vinha a verificar acentuadamente numa grande fatia do terreno arenoso adjacente e se encontram já em estado adiantado de execução, foram esta tarde, sexta-feira dia 8 de Maio, objeto de estudo técnico e acompanhamento da evolução das estruturas implantadas  por parte do responsável do projeto inovador, engenheiro Pedro Teiga, no âmbito dos fins prosseguidos pelo Centro Ibérico de Recuperação Fluvial (CIRF), e da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) de quem depende também idêntica intervenção atualmente em curso na freguesia de Cardielos, do concelho de Viana do Castelo e que a seguir iria ser também visitada.



           Para acompanhar a visita compareceram no local representantes das Câmaras Municipais de Barcelos, Vila da Feira e Viana do Castelo que têm a seu cargo os respetivos departamentos ligados à regulação das zonas dos rios e marítima, pessoas com  formação académica superior no ramos das engenharias civil e da regulação dos cursos de água, estudantes de cursos superiores afins e um casal de cidadãos brasileiros interessados em recolher pormenores sobre o projeto. Em representação da Junta da Freguesia e a acompanhar a visita, estiveram o presidente Filipe Rocha e o vogal Hélio Franco.
                               Na balaustrada


                                 Sob o antigo carvalho

               Pedro Teiga iniciou a sua lição no angar prefabricado do Parque Verde onde estava exposto o esquema da obra e que serviu para as primeiras informações técnicas;  passando seguidamente ao terreno principiando no primeiro e maior esporão construído a montante do rio prosseguindo depois até perto da ponte numa distância de 700 metros. Ao longo de cerca de mais de duas horas que durou a visita, o engenheiro Teiga prestou abundante e pormenorizada informação sobre a execução do projeto em curso, o comportamento que esperava das estruturas que criou inspiradas na regeneração natural do ambiente e nas características do rio, tendo em vista a criação de três níveis distintos: 1- Pessoas, 2- Misto, 3- Animais. Focou ainda a exigência de implantar na zona intervencionada árvores e plantes autóctones e a criação de uma zona exclusiva para animais e inacessível ás pessoas a montante da ponte, prestando-se a responder a perguntas que pontualmente lhe iam fazendo os acompanhantes.

                                  No esporão maior e primeiro, a montante do rio

                O entrançado da rampa de acesso a barcos

            Amanhã, sábado, a Junta de Freguesia tem programada uma visita à Vila da Feira, com  vista a inteirar-se de uma obra de requalificação que decorre numa localidade daquele concelho, com a finalidade de recolher informação que possa ser útil e aplicável a uma futura intervenção em Linhares e Coladas que termine de uma vez por todas com o problema do "Olho".

                      Ao longo da intervenção ma margem















                      FOTO DO GRUPO PARTICIPANTE


Fotos: doLethes

Texto: Remígio Costa.

        

           

           

Sem comentários:

Enviar um comentário