sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O INCRÍVEL PAÍS DAS EXCEPÇÕES.

            Ninguém se espante, é Portugal no seu melhor.



            OS FUNCIONÁRIOS DA AUTARQUIA DE BARCELOS, NÃO VÃO SER "ROUBADOS" DO SUBSÍDIO DE NATAL, COMO ACONTECEU COM OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E APOSENTADOS DESTE PAIS, PORQUE A CÂMARA DAQUELE CONCELHO ASSUMIRÁ TAL ENCARGO, SEGUNDO O QUE HÁ POUCO FOI DIVULGADO NO JORNAL DA NOITE DA TELEVISÃO PÚBLICA RTP1.


            DOIS RESPONSÁVEIS DO MUNICÍPIO DE BARCELOS QUE NÃO PUDE IDENTIFICAR POR RAZÕES DE ACÚSTICA NO LOCAL ONDE ME ENCONTRAVA, INCRÉDULO E ESTUPEFACTO, GARANTIRAM A DECISÃO  EM OBTER  DOTAÇÃO PARA PAGAR AOS SEUS FUNCIONÁRIOS OS SUBSÍDIOS QUE O GOVERNO CENTRAL NEGOU A OUTROS PORTUGUESES.


            A CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA GARANTE O PRINCÍPIO DA UNIVERSALIDADE DAS LEIS APROVADAS DEMOCRATICAMENTE NO ÓRGÃO COMPETENTE ELEITO PELO POVO, A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, A QUE TODOS OS PORTUGUESES DEVEM OBEDIÊNCIA.


             BARCELOS É TERRITÓRIO DE PORTUGAL, MAS NÃO ACATARÁ A LEI. SERÁ EXCEPÇÃO, SEGUINDO A REGRA. ATÉ VER, PORQUE, PARA AS "BOAS" IDEIAS NÃO FALTAM SEGUIDORES.


             SOMOS UM PAÍS DE ZIG-ZAG, DE FURA-FURA, DE FAZ DE CONTA, INIMPUTÁVEL.

             UM PEDAÇO DE QUEIJO  PARA OS RATOS FAZEREM BURACOS.

          

     

            

        

Sem comentários:

Enviar um comentário