terça-feira, 4 de outubro de 2011

A MADEIRA É UM JARDIM BONITO DE MAIS PARA SER PRIVADO...

Alberto João Jardim


            Não é só nos períodos eleitorais que o presidente do governo regional da Madeira, dr. Alberto João Jardim, se excede na linguagem e nos insultos aos seus compatriotas do Continente, que ele designa de "rectângulo", e  trata por "cubanos" os que aqui residem esquecendo, por agora, os termos com que constantemente minuseia os governos da Nação e a deselegância do tratamento quando invoca a figura do Presidente da República.

            A par daquele comportamento anómalo para uma figura com responsabilidades de representação de uma Região que faz parte do todo nacional, o senhor Governador da Região Autónoma da Madeira, segundo os seus interesses e nos momentos por ele escolhidos, não se coíbe de ameaçar "os tipos do cont´nente" com a independência do arquipélago onde é chefe absoluto vai para três décadas.

            Por formação e, agora, por convicção sou pelas autonomias regionais mas rejeito liminarmente ideias separatistas, de  modo que, caso viesse a concretizar-se uma futura independência do paradisíaco arquipélago apodado de "pérola do Atlântico", estou curioso por saber o que o líder madeirense pensa sobre as questões seguintes:

                     a) - A Madeira sobreviveria como independente ?
                     b) - O que perde Portugal com a independência do arquipélago da Madeira?
                     c) - O povo madeirense pretende, realmente, separa-se de Portugal?
                     d) - Alberto João seria presidente de um Madeira independente?

            

Sem comentários:

Enviar um comentário