quinta-feira, 6 de abril de 2017

RIO LIMA CONTIDO NA EROSÃO DA MARGEM DIREITA.





      O Rio Lima parece estar a ceder na voragem da areia da margem direita, entre o cais dos barcos da Passagem e a ponte de Edgar Cardoso. Numa abreviada passagem pelo local nesta esplendorosa manhã de real primavera, pude notar o crescimento de um grande número de árvores e arbustos implantados com vista à melhoria da consistência da margem, do bom estado das armações e faxinas construídas e a solidez dos vários esporões formados de blocos de pedra. Como é sabido, o projeto experimental da autoria do engenheiro Teiga Mano, é inspirado nos métodos usados pelos lavradores na limpeza das margens das leiras confrontantes com cursos de água, o qual não comporta o recurso a estruturas constituídas com cimento e ferro, estimando-se que num período de cinco anos esteja concluída a consolidação total. O processo poderá vir a ser adotado noutros cursos de água com idêntico perfil e desgaste, caso a experiência em Lanheses venha a ser bem sucedida.

     Estão todos convidados para me acompanhar numa breve mas muito gratificante visita ao agradabilíssimo rio do "deslumbramento", virando uma a uma as fotografias do album revelado a seguir.




       Desfrutem.


























Fotos: doLethes
Remígio Costa 

1 comentário: