terça-feira, 11 de abril de 2017

NA NATUREZA, NADA SE CRIA, NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA (Lavoisier)

      
        O princípio de Lavoisier foi adotado pelas cegonhas brancas que, por escassez de melhores alternativas onde pudessem construir os seus ninhos, estão a instalá-los no cimo dos troncos de palmeiras secas despidas de ramos em logradouros e jardins particulares. Além do casal Dona Lala e sr. Lima que migrou para Lanheses há oito anos onde nasceram mais de duas dezenas de filhotes há, pela primeira vez em Vila Mou, outro par com três ovos, e pelo segundo ano consecutivo, numa quinta em Fontão, junto da habitação solarenga de um casal bem conhecido na nossa freguesia, nidifica mais um em idêntica situação dos anteriormente referidos já com três especímenes no registo respeitantes à ninhada do ano passado.

      Tudo indica que esta espécie inofensiva e até há poucos anos inexistente na avifauna do Vale do Lima está a adaptar-se com naturalidade ao habitat nesta região, pois são muitas as colónias conhecidas formadas nas povoações existentes ao longo das duas margens do rio entre Ponte de Lima e Viana do Castelo.

Foto: doLethes
Remígio Costa 

Sem comentários:

Enviar um comentário