quinta-feira, 27 de abril de 2017

FÁBRICA NA ZONA INDUSTRIAL DE LANHESES (Viana do Castelo) PROJETA DOBRAR O ATUAL NÚMERO DE TRABALAHDORES.

     


   

    A edição de hoje do semanário vianense "A Aurora do Lima" dá notícia de que a multinacional francesa Eurostyle Systems instalada no parque empresarial de Lanheses (Viana do Castelo), projeta elevar o número dos seus trabalhadores de sessenta para cento e vinte, e investir oito milhões de euros na ampliação para o dobro das atuais instalações, as quais passarão a ocupar doze mil metros quadrados.

     A Eusostyle Systems produz componentes para automóveis prevendo iniciar a laboração plena a partir de 2018, depois de concluída a segunda fase do aumento cujos trabalhos vão principiar no próximo mês de maio.


Foto: doLethes
Remígio Costa

4 comentários:

  1. Sr Remígio, gostava que o meu comentário fosse publicado ; pois não é só publicar messagens que lhe convém. Se ninguém se manifesta contra a implantações dessas empresas poluidoras, os nossos filhos e gerações futuras é que vão sofrer as consequências. Não é só o dinheiro que faz tudo. A saùde passa antes de tudo não acha?

    ResponderEliminar
  2. É mais uma empresa que vai poluir o nosso lar…
    Eurostyle systems é uma empresa de fábrica de plástios no setor automóvel. Jà conhecemos os seus efeitos cumulativos que prejudicam a saúde : aquelas sustâncias tipo Bisfenol-A que têm efeitos negativos na saúde humana mas também para a fauna e flora.
    Quem ainda em Lanheses, não notou aquele “cheiro nojento” que aparece mais no final da tarde e mais especificamente quando o tempo está chuvoso, por causa daquelas fábricas instaladas na zona industrial de Lanheses ?
    Devriamos juntarmos para lutar contra instalações dessas empresas poluidoras !

    ResponderEliminar
  3. Anónimo das 19:00 e 30 de abril

    "pois não é só publicar mensagens que lhe convém".
    O que quer isto dizer? Acha que tenho interesses em fábricas da Zona Industrial? Ou está a querer insinuar que me dá prazer respirar ar contaminado ou que a minha terra se transforme numa freguesia inabitável?
    Francamente!

    Remígio Costa

    ResponderEliminar
  4. Sr Remigio, peço desculpa pela segunda messagem, pois não tinha publicado corretamente o primeiro comentário e só me apercebi disso ao escrever a segunda messagem.
    Então mais uma vez peço desculpa.

    ResponderEliminar