domingo, 5 de agosto de 2012

FOLCLORE FOI SENHOR NO PAÇO DOS CONDES D'ALMADA.

             
 Rancho Folclórico da Casa do Povo de Lanheses, Viana do Castelo.

 Bela noite de folclore a que aconteceu ontem no XXXIII Festival internacional organizado pela Casa do Povo de Lanheses, que decorreu no Terreiro da Casa do Paço (TH), da antiga e nobre família dos Condes d'Almada, no qual participaram nove agrupamentos folclóricos, dos quais quatro eram estrangeiros, cujas actuações entusiasmaram algumas centenas de espectadores sendo que eram emigrantes uma significativa parte dos presentes.

O Presidente da Casa do Povo, Paulo Rogério Dantas Rio, tendo, à esquerda, Manuel Loureiro, presidente da AG, e, à esquerda, Raul Neves e Nelson Ferreira.

             A cerimónia da recepção e imposição das fitas da presença no festival decorreu no salão de festas da Casa do Povo, pelas 17:30 horas, tendo ali comparecido os representantes dos respectivos conjuntos, que foram recebidos pelo actual presidente da Instituição, Paulo Rogério Dantas Rio, com a presença de todos os elementos da direcção, bem como pelo presidente da assembleia geral, dr. Manuel Loureiro, a quem coube, a seguir à saudação feita aos grupos por Dantas Rio, a apresentação de boas-vindas aos agrupamentos convidados. 

REPRESENTANTES DOS RANCHOS NA APRESENTAÇÃO DE BOAS-VINDAS.



             De seguida, e à medida que eram apresentados, foram oferecidas a cada um dos Ranchos participantes no Festival, várias lembranças de características regionais e galhardetes da Junta de Freguesia e Casa do Povo, um exemplar da louça de Viana pintada à mão e o cartaz do festival, de que se incumbiram os convidados, Filipe Rocha, em representação do presidente da Junta de Freguesia, Alcindo Franco, da ACL, Carvalhido e Nelson que integram a direcção, elementos do Rancho anfitrião e eu próprio.

IMPOSIÇÃO DE FAIXAS.












 REPRESENTANTE DA MACEDÓNIA








           À noite, no palco amovível levantado no cenário clássico do antigo e histórico solar onde releva a bela escadaria granítica que leva à varanda do edifício de linhas sóbrias e harmoniosas, onde em cada uma das suas janelas havia membros da família da Condessa Dona Isabel  d'Almada, que assistia ao espectáculo, o certame abriu com a actuação do Rancho anfitrião que apresentou algumas das suas danças para terminar com o saracú a sua primeira intervenção.

RANCHO FOLCLÓRICO DA CASA DO POVO DE LANHESES





            Entrou a seguir no palco o Rancho Folclórico da Praia do Sado, naturalmente de Setúbal, para, logo depois, passar a actuar o The Folk Ensemble Croiklice, um agrupamento polaco; segui-se a exibição do Grupo Folclórico da Romeira, de Santarém, a exibir um cheirinho a fandango nas suas danças, a que se sucedeu no palco o Agrupacion de Musica e Danzas "Tradicionales de Venezuela", da capital deste país américo-latino, Caracas, cuja música frenética e empolgante fez aquecer o ambiente que, com o avançar da noite, começava a esfriar; Moimenta da Beira veio a seguir, com os seus trajes simples e danças beirãs bem ensaiadas. A curiosidade aguçou-se com a presença do grupo da Macedónia, vindo lá dos convulsos balcãs e vizinhança grega, para surpreender pela beleza e juventude das suas jovens e belas componentes, as suas vestes garridas e a arte das suas danças. De novo Portugal,  agora representado pela Figueira da Foz, "Os Ferreiros de Carvalhais", e, por último, a escola russa nas interpretações de The Russian Dance Company Peterbourg Souvenir, de Saint Peterbourg - Rússia, onde o bailado prussiano e a celebérrima Kalinka tiveram intérpretes de alta qualidade.

RANCHO FOLCLÓRICO PRAIAS DO SADO, SETÚBAL.





THE FOLK ENSEMBLE CROIKLICE - POLÓNIA.





AGRUPACION DE MUSICA E DANZAS TRADICIONALES DE VENEZUELA - CARACAS.
















GRUPO FOLCLÓRICO E ETNOGRÁFICO DE MOIMENTA DA BEIRA.





THE F. A. OTEKS FOLK -OHRIA - MACEDÓNIA.





RANCHO FOLCLÓRICO "OS FERREIROS DE CARVALHAIS", FIGUEIRA DA FOZ.







THE RUSSIAN DANCE COMPANY PETERSBURG SOUVENIR - SAINT PETERSBURG - RÚSSIA.
























RANCHO FOLCLÓRICO DA CASA DO POVO DE LANHESES, VIANA DO CASTELO, PORTUGAL.








VIRA FINAL.






TAMBÉM TU, JOVEM?







CATARINA DE ALMADA, A SURPRESA DA NOITE.






           A fechar esta memorável noite de excelente e variado folclore voltoun ao palco o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Lanheses que convidou os presentes a subir ao estrado para o tradicional vira final, onde havia de ficar provado que é mais fácil subir ao altar do que a um palco para dançar, ainda que, para isso, haja muito empenho e jeito...

CONDESSA D'ALMADA.

                         Dona Isabel d'Almada.

         À margem do folclore aconteceu a surpresa da noite quando o speaker de serviço, José Manuel Sousa, chamou, de surpresa, ao palco Catarina de Almada, que se destacou no recente programa "Ídolos" como finalista do concurso, filha de D. Lourenço de Almada, actual titular da Casa do Paço dos Condes d'Almada, a qual acabou por interpretar um tema de uma célebre cantora portuguesa perante o agrado e os aplausos da numerosa plateia.




         Entre as personalidades presentes, para além da Senhora Condessa Dona Isabel d'Almada, estiveram o presidente da autarquia de Viana do Castelo, José Maria Costa, o presidente da Direcção Regional da Caixa de Previdência de Viana do Castelo, Paulo Vale, o pároco da freguesia de Lanheses e de Meixedo, padre Daniel da Silva Rodrigues e representantes das várias associações locais acima referidos.

ALGUÉM SABE QUE PILHAS GASTA O "PUTO"?


"TÃO NOVINHA, INDA SOLTEIRA...
VEM TU CÁ, Ó MEU AMOR..."


             OLHA, O JORGE! MAS QUE SURPRESA!


 ASSISTÊNCIA NUMEROSA.




2 comentários:

  1. Garanto que as pilhas naquele momentos já estavam bastante fracas...
    Os pais Luis Agra e Sandra Rios Pereira

    ResponderEliminar
  2. Adorei ver o meu afelhado a dancar, as pilhar dele saem da madrinha, aver se para o ano q ver estarei ai com o meu filho. Tb muito obrigado ao sr. Remigio por ter este web site para imigrantes como eu nos Estados Unidos. .

    ResponderEliminar