domingo, 27 de maio de 2012

QUEM NÃO SE LEMBRA DELE?

                                  Rogério Pimenta Agra (1932-2001)

                 O ROGÉRIO AGRA nasceu em 28 de Julho de 1932 e faleceu a 27 de Agosto de 2001. Muitos desconhecerão que a localidade de nascimento é Fontão, tendo vindo residir para Lanheses ainda era uma criança de terra idade. Quando os amigos lhe lembravam que era fontanense, o Rogério avespinhava-se e reagia com ar de quem não gostava que lhe lembrassem essa casualidade para insinuarem que ele não era tanto ou mais lanhesence como os que aqui nasceram. Mas era tudo uma brincadeira de amigos que o Rogério ultrapassava com a maior fleuma e camaradagem que o caracterizavam.

            Aqueles que atingiram a maioridade ainda há pouco tempo não conheceram suficientemente esta figura da sociedade lanhesence para sobre ela poderem ter consolidado e avaliado todo o seu percurso de intervenção e a acção influente que, enquanto cidadão interventivo e muitíssimo empenhado, nela desenvolveu e, muitas vezes, liderou. Se hoje ainda estivesse entre nós, Rogério Agra, andava nos oitenta anos o que restringe substancialmente o número dos ainda vivos que com ele privaram nos últimos cinquenta anos da sua vida.

            Como é sabido entre nós, tive uma relação muito próxima com o Rogério que principiou quando eu andava pelos oito anos e ele nos doze. Tínhamos, como também é amplamente conhecido, uma afinidade e motivações comuns que, naturalmente, muitas vezes ao longo das nossas vidas, partilhámos sobretudo no campo desportivo, como atletas da equipa de futebol local, treinadores e dirigentes, integrando movimentos políticos e órgãos autárquicos algumas vezes com opções distintas, fazendo parte do Grupo Cénico da Casa do Povo, organização de eventos pontuais, e, assumidamente, ambos ostentando na lapela o mesmo distintivo de um clube desportivo. Estou, portanto, numa posição de privilégio para certificar toda a meritória e influente intervenção pública que o Rogério teve ao longo de, pelo menos, cinquenta anos na freguesia de Lanheses, traduzido em actos de solidariedade para com os mais débeis e carenciados, de intervenção cívica e cultural como dirigente e dirigido, de figura influente e acreditada em variadas áreas da administração e da actividade comercial, que o tornaram numa referência singular e respeitada pelas gerações que o conheceram.

            

           

3 comentários:

  1. sou de uma geraçao um poico mais reçente mas de muito novo teve a opourtunidade de conheçer o sr rogerio e com o passar dos anos sempre que depois de ter imigragdo regreçava a lanhezes sempre vi esse sr com a mesma vontade de ajudar e nao so que descamçe em paz e que tenha a omenagem que mereçe david pereira

    ResponderEliminar
  2. embora seja de uma geraçao muito mais nova,lembro me muito bem do sr.ROGERIO AGRA,pois lembro me muito bem quando ainda estava a dar os primeiros chutos na bola nas camadas jovens do U. D. L. e ele me vinha dar umas dicas como se devia jogar,como tambem me dava os parabens quando fazia um bom jogo,do sr.ROGERIO so tenho a dizer bem,sempre pronto ajudar no k fosse preciso,quanto a mim acho que mereçia uma mereçida homenagem,que descanse em paz,jose.m sousa

    ResponderEliminar
  3. Um grande Senhor, que nos deixou muito cedo!! Sendo sempre amigo de todos e ajudando quem mais precisava, e sempre com aquele "eterno" sorriso que difícilmente esqueçeremos.
    Rogério Pimenta Agra, ficará para sempre na memória de todos nós.
    LANHEZES, fica-lhe grata o tudo que fez por Ela.
    Assim como a U.D.L. grata está.(Srº Rogério se pudesse ainda dava uma ajudinha lá de "cima").
    Descansa em paz que bem mereçes Rogério.
    Obrigado por tudo.

    ResponderEliminar