segunda-feira, 28 de novembro de 2011

VÃO GOZAR COM O D.JOSÉ I, DA PRAÇA DO COMÉRCIO.



            A ser verdade o que está neste momento a ser anunciado pelos meios de comunicação social, o Governo (Passos Coelho/Víctor Gaspar), voltou a mentir -o que já não causa qualquer surpresa- ao recuar na afirmação de que não havia qualquer margem de manobra para evitar o confisco de uma parte substancial do património dos reformados, fazendo agora constar que vão ser alterados os valores a partir dos quais o roubo se mantém.

Corte nos subsídios aprovado

        Assim, escapam (por agora...) ao assalto os felizes possuidores da gorda maquia até 600 € (estava fixada em 485€); os privilegiados com uma pensão até 1000€ foram contemplados com a graça de verem alargado em 100€ (passando para 1100€) o valor do pecúlio que os exclui (até ver...) do lote das vítimas espoliadas, mas lhes retira progressivas deduções ao valor da pensão que recebiam.

        Grande magnanimidade! Que gesto de contrição tão nobre e cheio de santa misericórdia! (aplausos).


        Sou dos sortudos que preparei, mês a mês, ano a ano, durante a bagatela de quase quatro décadas de trabalho na função pública, em comunhão com a minha companheira e esposa e os meus dois filhos, os derradeiros anos da vida, ganhando o direito a um património que julgava inalienável, mas que supera, sem ganância, o limite a partir do qual sou, por este governo, considerado rico. Não tenho, por isso, que temer com o que virá no futuro, porquanto, não vou deixar de passar férias duas vezes por ano em Rancun ou Miami, ou na Madeira no fim de ano, trocar de Mercedes de dois em dois anos, mandar para o estrangeiro os netos estudar, manter dia e noite o aquecimento ligado para manter a temperatura ambiente a 22º, fazer uma operação a um calo em Londres, ter um barco na marina de Vila Moura e Casa em S. Tropé, porque, maus caros, foi assim que sempre fiz e não é agora que vou mudar de vida indo para o monte caçar coelhos à paulada. 

          (só se fosse para dar uma valente cacetada a um roedor que se anda a fazer passar por ele...)





        

Sem comentários:

Enviar um comentário