domingo, 17 de julho de 2011

ANIMAÇÃO NO LARGO DA FEIRA.

            Está a decorrer, neste momento,  no Largo Capitão Gaspar de Castro (Benemérito), um evento previsto na agenda de eventos levados a cabo pela Junta de Freguesia e organizações locais, onde funcionam algumas tendinhas com produtos da lavoura, artesanato, plantas, livros e exposições, algumas das quais a cargo de voluntários que se vêm empenhando na angariação de fundos para custear a Obra Social em construção, nesta freguesia.

            O sucesso maior cabe ao porco preto assado no espeto que começou, há pouco, a ser vendido às fatias que vão sendo cortadas enquanto o animal vai rolando por cima das brasas, juntando ao seu redor muitos apreciadores cujo número aumenta à medida que se aproxima a hora de jantar.

                                                   Ai, porco preto, porco preto
                                                   às voltinhas no braseiro,
                                                   vieste acabar no espeto
                                                   deixaste vazio o fumeiro...

                                                   Às fatias, entalado
                                                   dentro de um "papo-seco", afinal,
                                                   acabaste esturricado
                                                   como o subsídio de Natal!


                                                   Valha a verdade se diga
                                                   que quem o consome com gosto
                                                   a barriguinha consola
                                                   e nem sequer... paga imposto!
        
            Se por acaso entrou agora neste blogue, não perca mais tempo: venha degustar um naco do cervo sacrificado, enquanto é tempo. Um dia destes, ainda aparece por aí alguém que ache o negócio é ainda mais rentável que a estação dos correios e se proponha nacionalizar o espaço para o vender e engordar com a exploração do negócio.



           
               Pelo sim, pelo não, o melhor é ficar com olho na "AZAI"...
                                                   
                                                   








          

1 comentário:

  1. E o melhor que tem o povo portugues quanto mais pobre, mais alegre!

    ResponderEliminar