sábado, 24 de agosto de 2013

RÉPLICA DE PIROGA MONÓXILA DE HÁ 2200 ANOS VAI SER LANÇADA À ÁGUA EM LANHESES (Viana do Castelo) NA FESTA DO MILHEIRAL.

 

A 17 de Março de 2002, Francisco Pinto Agra, natural de Lanheses, quando andava à pesca da lampreia no rio Lima no sítio da Passagem, descobriu duas antigas embarcações parcialmente enterradas na areia, junto à margem, mais tarde identificadas com embarcações monóxilas (construídas de um só tronco), datadas com cerca de 2200 anos. Aquelas antigas embarcações encontram-se actualmente em Lisboa por exigência de condições especiais de preservação e adequado acondicionamento, constituindo uma aspiração inalienável da autarquia e da população lanhesense fazê-las regressar a esta freguesia logo que estejam criadas as condições para o efeito.

Entretanto, estimulado pelo sucesso alcançado na construção de uma réplica do antigo barco do rio Lima água-arriba, uma embarcação com mastro e vela quadrada-redonda e fundo chato com mais de 13m de comprimento, baptizado com o nome de "LANHEZES" , Manuel João Castro Franco da Rocha, popularizado no meio local com o epíteto de Caninhas, regressado definitivamente à sua terra natal depois de ter estado emigrado algumas décadas e, na actualidade, dedicado aos barcos e à pesca com carteira de piloto certificada, empreendeu novo projecto presenteando-nos agora com a construção totalmente artesanal de uma réplica de piroga monóxila em tudo idêntica ao original afortunadamente recuperado no rio.

Esta cópia, que vinha a ser preparada após terminado o do barco água-arriba pelo Caninhas na sua residência, resulta do escavamento artesanal de um tronco inteiriço por ele próprio criteriosamente escolhido para aquele fim, usando ferramentas próprias de uso manual, tem data marcada para a cerimónia do seu lançamento à agua no próximo dia 1 de Setembro, no decorrer da Festa do Milheiral que se realizará no Parque Verde nesse dia, contando com a presença do vice-campeão olímpico de canoagem o limiano FERNANDO PIMENTA, para apadrinhar o acto.


Canoagem: Fernando Pimenta pode mudar de nacionalidade para ir aos Mundiais

2 comentários:

  1. Parabéns ao Caninhas e à Junta de Freguesia. Sem dúvida que Lanheses continua a crescer na valorização do seu património cultural. Vamos todos levar copo e champanhe e brindar a mais este feito.

    ResponderEliminar
  2. Parabéns a Lanheses e aos seus habitantes e naturais. E ao amigo sr. Remígio Costa por dar a conhecer esta e outras boas curiosidades, como bom Filho da terra e culto divulgador, pois, no caso, inclusive, não li em mais qualquer sítio informativo esta novidade.

    ResponderEliminar