sexta-feira, 23 de agosto de 2013

QUE VÃO CORTAR AO...CARAGO!

             A manta já está tão esfarrapada pelos cortes do governo que está prestes a nem servir para cobrir "as partes". Ainda um cidadão mal percebeu que lhe "raparam", de novo,  o resto do pouco que lhe deixaram do último assalto, logo se aprestam para a furar até ao último fio! E a diferença que há em relação às anteriores vítimas do esbulho impiedoso a que vêm sendo sujeita uma boa parte da população do país, é que são sempre os mais débeis economicamente, reformados e pensionista, que em nada contribuíram para a ruína a que os políticos levaram este pobre  Portugal, a arcar com as custas dos prejuízos.

            Com a aproximação de eleições o discurso da falta de alternativa ao saque a que alguns portugueses têm sido forçados passou, como era esperado, a ser um pouco açucarado mas (convenientemente) cauteloso,  não vão os contribuintes à força pensar que a grilheta que os prende ao cepo será brevemente aliviada. Que sim, há sinais de retoma da economia, os juros dos empréstimos são mais comportáveis, o desemprego estagnou, ainda não dá para festejar, mas haja paciência, muita esperança no futuro. Por agora há que contar com o que está "cozinhado" no OE (Orçamento de Estado) para 2014. E, o que podemos esperar, então? Mais cortes nas pensões e reformas dos nababos que recebem acima do ordenado mínimo, serviços de saúde mais caros, encargos gerais a crescerem, agravamento do IRS,  aumento da contribuição para a ADSE, aumento da tabela do IMI, cortes, cortes e mais cortes a ponto de um cidadão perder a paciência e soltar um

                              QUE VÃO CORTAR AO...CARAGO!,

antes que a debilidade física e mental o não permita.





            

3 comentários:

  1. Parabens Remigio. So faltaria cria um movimento para pedir: LANHESENSES
    VOTEM MAS VOTEM EM BRANCO. VOTEM EM BRANCO EM 29 DE SETEMBRO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. amigo o voto branco è dar poder aos imcompetentes david pereira

      Eliminar
  2. Para passar FOME e apoiar o governo que governa...

    ResponderEliminar