sexta-feira, 9 de agosto de 2013

"HANGAR" NO PARQUE VERDE.

           


  

             Algumas pessoas têm-me inquirido sobre o que é e a que se destina a construção recentemente existente no Parque Verde, junto ao rio Lima. É uma estrutura em madeira tratada, com um design moderno em tom castanho claro, actualmente ainda não terminada, bem enquadrada com o ambiente do local bem localizada.

             Há já bastante tempo que estava informado da probabilidade de vir a Junta de Freguesia a instalar no local um equipamento daquele tipo onde pudessem alojar-se as canoas e barcos náuticos utilizados nas práticas desportivas,bem como outro material afim. Por razões de carácter burocrático que me foram dadas e aceitei, haveria necessidade de alguma  reserva na divulgação intempestiva da edificação de um hangar -que é, afinal, do que se trata- pelo que mantive o assunto em espera até que chegasse o momento de o tornar público.




           

           Como acima referi, o hangar em construção a expensas da Junta de Freguesia, de custo relativamente baixo derivado ao cuidado posto na aquisição de materiais usados e pela colaboração gratuita de prestáveis artesãos lanhesenses -entre os quais me apercebi estarem Manuel João Castro (Caninhas) e Isodoro Cunha, terá como principal destino a recolha de barcos, canoas e outro material usado nos desportos náuticos o que pressupõe, desde já, a criação futura na nossa freguesia de um clube votado à prática da modalidade e um maior apoio aos estudantes do Agrupamento Escolar de Arga e Lima.


          A existência de um equipamento deste tipo na Passagem vem tornar ainda mais premente a construção de um cais para embarcações de recreio e barcos de pesca, para além de suster a erosão da margem arenosa que se vem agravando de ano para ano e, poderá ser, numa perspectiva futura mais ambiciosa, o início do aproveitamento do local para a criação de um ponto de apoio ao caravanismo e um local de lazer com condições de motivar o turismo num período para além do Verão.







           

1 comentário:

  1. ainda bem que hà voluntarios para que se façam coisas assim na nossa terra,David pereira

    ResponderEliminar