sábado, 20 de dezembro de 2014

BRINDE SEM PREÇO NO ÚLTIMO DIA DO OUTONO.

          


              Quem pôde desfrutar de coração e mente limpos o último dia de outono de 2014 prestes a findar só tem que agradecer a Deus ou à Natureza em conformidade com a sua opção mística, a luminosidade e celestial beleza que hoje pudemos gozar. Sol brilhante de luz, céu azul com pequeninos novelos de algodão branco a fazer de nuvens esquecidas para se banharem de calor, ausência de brisa e com temperatura de primavera, pintou-se o ambiente de uma pintura que nenhum artista jamais poderia criar.




          Adeus Sol de hoje, Bem necessário à vida, amigo da Terra e do Homem, Senhor do Destino da Humanidade, Bem gratuito inestimável, Alimento dos carentes, Beleza Pura. Até amanhã, se Deus quiser.

           



Sem comentários:

Enviar um comentário