domingo, 20 de junho de 2010

REMÍGIO, NA HISTÓRIA DO CERCO A LISBOA, DE JOSÉ SARAMAGO


(Foto in I)


De: remigiocosta [mailto:remigiocosta@sapo.pt]
Enviado el: sábado, 27 de septiembre de 2008 18:19
Para: biblioteca@josesaramago.org
Asunto: História do Cerco de Lisboa

Senhor José SARAMAGO:

Estava eu embrenhado na empolgante e absorvente História do Cerco de Lisboa (Círculo de Leitores), quando, chegado à página 289, fui como que apanhado por um projéctil de uma das catapultas dos defensores do castelo deixando-me prostrado em verdadeiro estado de choque. Não é que, sinceramente sofrido com o triste fim de Galindo leio, incrédulo, estar a seu lado, irremediavelmente morto por ter o corpo crivado de setas, "duas de lado a lado", REMÍGIO, assim, REMÍGIO só, só um nome e nada mais, varado por mouriscas setas sem tempo para exalar um único suspiro!

Senhor Saramago:
 Não me bastava já a desfeita de ter sido relegado para o escaninho da gaveta dos santos sem fiéis, talvez porque o registo da conversão do rei Clóvis não merecesse, passados tantos anos, honras de altar ou, numa perspectiva mais mercantilista, tivesse deixado de produzir, vejo, agora, no seu livro o nome que me vem identificando há muitas décadas, a mim e a um reduzidíssimo número de outros dos quais tive conhecimento no meu percurso de vida, tratado de tal modo que jamais alguém que o leia (e acredito que são muitos), terá coragem em adoptar.

Obviamente, não deixarei de continuar a ler as suas obras, que sinceramente desejo possam ser ainda muitas. Mas, quero ser sincero e honesto consigo: aos meus amigos eu não vou falar desta obra e, dos meus netos, espero que quando chegar o seu momento de o lerem, não desfoquem a imagem que me esforcei por lhes transmitir.
Com muito respeito e admiração, aceite os meus sinceros votos para que goze, na companhia da sua gentil companheira, muitos e felizes anos.

REMÍGIO.

Resposta:
De: Rita Pais [mailto:rita@josesaramago.org]
Enviada: terça-feira, 28 de Outubro de 2008 10:55
Para: remigiocosta@sapo.pt
Assunto: Fw: História do Cerco de Lisboa

      Estimado senhor
Embora com tanto atraso, e pelo qual apresento as nossas desculpas, acusamos a recepção do seu e-mail, que já foi enviado a José Saramago.

Na impossibilidade de, no momento, ser o escritor a responder-lhe pessoalmente, como seria seu desejo, pois a saída iminente do seu novo título e tudo o que isso implica de permanentes solicitações lhe esgotam as hipóteses de o fazer,  gostaria de lhe manifestar o nosso apreço pelo interessantíssimo conteúdo do seu correio e pelo seu finíssimo e brilhante sentido de humor perante o seu confronto com tal situação, deveras peculiar... Permita-nos que o felicitemos por, e que em simultâneo lhe agradeçamos, estes deliciosos momentos de leitura que nos proporcionou.

Muito cordialmente

Rita Pais



Avenida Almirante Gago Coutinho, 121
1700-029 Lisboa
(+351) 21 816 17 67
rita@josesaramago.org
Um salão Nobel para um adeus simples



Sem comentários:

Enviar um comentário