segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

FEIRINHA DE NATAL (MENOS MAL) NA CASA DO POVO DE LANHESES.

                                      Aguardando os visitantes
        

         Não terá sido tão concorrida quanto era esperado e desejado mas, apesar disso, simpática e animada a II Feira de Natal que aconteceu no pavilhão gimnodesportivo da Casa do Povo de Lanheses (Viana do Castelo), ontem domingo dia 11 de dezembro. No período da manhã a afluência era escassa à hora da abertura e as bancas ainda em formação bastante despida de artigos para venda. Ao início da tarde o recinto ganhou maior animação com a entrada em funcionamento do insuflável e a algazarra das crianças a divertirem-se, e junto aos postos de venda os clientes e curiosos eram já em bom número enquanto outros mais iam chegando em razoável cadência. 



        Produtos hortícolas de produção familiar, licores, vinhos e bolos de confeção caseira, compotas variadas segundo receitas próprias originais e tradicionais com utilização de frutas silvestres e biológicas, artesanato variado, produtos de beleza e de bijuteria, música de fundo a convidar a um passo de dança. Faltou o (bom) mel genuíno das colmeias particulares por força da devastação causada pela "invasão asiática" da vespa velutina, parasita e assassina implacável das maravilhosas abelhas obreiras propagadoras da vida vegetal do planeta Terra.

   
        Valorizar o que é nosso não pode limitar-se a um natural gesto de assentimento ou usar de passividade quanto ao esforço para concretizar eventos desta natureza. Participar, é obrigação.

                           Legumes e frutas do lavrador



                          Cliente satisfeita exibe a compra.
                                 

Fotos: doLethes
Remígio Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário