sábado, 24 de janeiro de 2015

NINHO DE VESPA VELUTINA À VISTA NO CIMO DE ÁRVORE NO LUGAR DA AGRA, EM LANHESES (Viana do Castelo)

       

                    Com o desfolhamento das árvores ficam à vista os ninhos de vespa velutina ou asiática, espécie invasora predadora de outras vespas autóctones mas, principalmente, das abelhas melíferas atacando as colmeias e dizimando os enxames, e  que desde 2012 se vêm instalando no Alto Minho, designadamente no vale do Lima e, agora, pelo que tem sido anunciado, também nas regiões do interior de Trás os Montes e Alentejo.

           Os malefícios da ação do insecto proveniente da Ásia e que terá invadido a Europa em 2008 (curiosamente coincidente com o rebentamento do balão financeiro na América do Norte de que originou a crise europeia com maior impacto em Portugal, Espanha e Grécia) através do porto de Bordéus, em França, estendem-se transversalmente e de forma bastante preocupante à própria Natureza pela diminuição dos principais agentes polinizadores das plantas que são as abelhas. Tanto biológica como economicamente os efeitos têm amplitude de desastre real, já que não são somente os apicultores que sofrem prejuízos avultados mas também de uma forma geral a própria comunidade pelo risco de se extinguirem produtos essenciais do habitat natural -a Terra.


         Pelas notícias que têm vindo ultimamente a lume o combate à praga da vespa assassina está finalmente a merecer dos serviços públicos próprios a atenção de que carece, pois que, na maior parte das vezes a destruição dos casulos era feita por voluntários usando meios inadequados com risco da integridade física pessoal e gastos de sua conta. Estão a preparar-se os meios materiais próprios para a execução de ações especializadas e à população em geral já está a chegar informação bastante útil. Qualquer apicultor, ou cidadão responsável, que suspeite da presença da vespa velutina na proximidade do seu apiário ou habitação, deverá preencher um formulário disponibilizado no portal da DGAV e enviá-lo para o endereço eletrónico vespa.velutina@dgav.pt. Para a destruição de ninhos deve ser sempre efetuada com o apoio e orientação do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo, na Rua de Bandeira, 249, 4900-560, telefone 258 806 610 (antigo governo civil).


        No lugar da Agra da freguesia de Lanheses (Viana do Castelo) está a descoberto um ninho de vespa velutina, o qual não pude identificar se o mesmo ainda está ativo ou foi abandonado. Encontra-se à altura de cerca de vinte e cinco metros nos último ramos de de um amieiro de grande porte nascido entre o renque de árvores do "olho" e as casas de habitação próximas do Lugar, sendo perfeitamente visível a quem passe na Rua da Agra.



Fotos: doLethes

       

Sem comentários:

Enviar um comentário