segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

A GAIVOTA E O FAGUNDES.

               De tanto perscrutar o horizonte até ao fim do mar, FAGUNDES (João Álvares),  navegador vianês perpetuado numa estátua agora localizada ao lado do navio Gil Eannes estará, provavelmente, com problemas na vista. Vai daí, a gaivota veio em auxílio do marinheiro e, colocando-se estrategicamente bem no cimo do monumento, faz de homem da gávea pronta a vigiar o movimento dos barcos à saída e entrada da barra.


Sem comentários:

Enviar um comentário