sábado, 29 de junho de 2013

"A VIANENSE", DOS CHOCOLATES, DÁ A FACE A NOVO HOTEL.

         


 A parede frontal será o único vestígio da fábrica "A Vianense"

           A fábrica de chocolates "A Vianense" que encerrou há alguns anos atrás depois de ter laborado mais de um século, vai "dar a cara" a um novo hotel de quatro estrelas que está a ser construído no mesmo local. Só a parede do frontispício, tendo no cimo as letras  "FÁBRICA DE CHOCOLATES A VIANENSE", resistiu ao camartelo demolidor para ser integrado no desenho da nova unidade hoteleira que será construída a poucos metros do edifício onde funcionou o extinto Hotel Afonso III.

          A histórica fábrica dos chocolates feitos artesanalmente, que chegou a ter mais de cem trabalhadores ao seu serviço, resistindo embora a uma degradação progressiva do volume de vendas durante algum tempo,  foi forçada a cessar a sua laboração por insolvência, tendo o seu comprador mantido a marca "A Vianense" mas, agora, numa fábrica sediada no concelho de Barcelos.


A parte do frontispício com a identificação da antiga fábrica.

         Da "A Vianense" saíam chocolates de muito boa qualidade e de espécies e formas variadas envoltos em  embalagens muito sugestivas e coloridas sendo muito procurados os deliciosos "imperadores" com uma amêndoa no interior e as tabletes aos quadradinhos, um chocolate mais económico e por isso também  popular, que se vendiam nas antigas mercearias, a retalho, fazendo os quadradinhos que se designavam por "pauzinhos" as delícias das crianças introduzidos no meio de um pão de trigo ou naco de broa, consumido no recreio da escola primária nos intervalos das aulas.

         Actualmente, continuam a aparecer no comércio chocolates com a marca "A Vianense" mas, mesmo que nada se possa apontar quanto à qualidade dos produtos disponíveis, para os vianenses saudosistas já nada os distingue das demais marcas concorrentes.

         

Sem comentários:

Enviar um comentário