sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

PASSOS (COELHO) TROCADOS NA VIDA DOS REFORMADOS.

         
Milhares manifestaram-se em Bruxelas contra austeridade


            O Xico Feliz é reformado casado com uma reformada e, como são muito antigos (não velhos), como não fizeram escritura antinupcial juntam, mensalmente, um pezinho de meia muito à beirinha dos 2500€. Nada mau, não senhor, para os tempos que correm, até porque, sendo sensatos e precavidos, e,  não tendo despesas compulsivas regulares com doenças ou encargos de domicílio, têm desafogo bastante para usufruir de privilégios comuns à maioria dos cidadãos considerados de "classe média". Sendo assim, o Xico Feliz reformado e a sua esposa também reformada, levam o que se pode dizer uma vida boa para as suas aspirações: a sua habitação tem água corrente, quente e fria, casa de banho com torneiras comuns,TV, aquecimento eléctrico bi-horário controlado para ligar em Janeiro ou Fevereiro, raramente em Março se a Primavera chegar na data,  máquina de lavar, frigorífico,e, para não prolongar demasiado o inventário, até micro-ondas, c'os diabos. Vão uma vez por ano durante uma quinzena, ou perto disso, de férias em programa da INATEL, ou com um grupo de amigos à India ou a Israel, jantam fora duas vezes por ano no aniversário do casamento e outra no dia 29 de Fevereiro quando este coincide com um sábado, dão duas ou três prendazitas "made in China" aos netos no Natal, compram ao domingo o JN, ou "O Jogo" quando o FC Porto ganha, bebem um cafezito no café do Centro e lêem as notícias nos jornais da casa, contribuem para uma obra de beneficência,e, mais coizita menos pirolito, fazem a dita vida normal a que qualquer cidadão com, pelos menos, trinta e seis anos de serviço, neste caso a dobrar, tem (deveria ter) direito. Ah!, e possuem na garagem um utilitário já a fazer dez anos, mas em estado quase novo pois nem aos 20 mil (em cada roda), chegou ainda o conta quilómetros. 

            Podem não acreditar, mas sei de fonte limpa, que, pelo menos 500€ por mês, eram enviados direitinhos para o "porquinho" à guarda do Espírito Santo (o do BES...), quantia que multiplicada por 12 meses dava uma poupança que se notava: 6000€ (!) por ano.

             Sabendo disso (disso quer dizer "desse excesso"), Passos Coelho terá dito para o seu "homem de mão" Víctor Gaspar: -Ora aqui está o que é um rico, CORTA! E ele, ministro cortou! 2500€ x 2 = 5000€. Olha, boa, ainda sobraram 1000€! Sortudos. (O Xico Feliz reformado e a sua esposa também ele reformada, devo esclarecer).

              Em frente à moradia do casal Xico Feliz, outro par em tudo igual a este mas com rendimento mensal bruto menor: o Zé Remediado, casado e reformado, com mulher reformada, não era contudo lar tão abastado assim. Dois mil euros caíam todos os dias 18 (ou 19) de cada mês na conta de pensionista no cofre do R. Salgado, ou Santos Ferreira da CGD, nem apurei isso ao certo, que, sendo em tudo parecido o nível de vida com o do acima descrito casal Xico Feliz, (reformado ele, reformada ela) no final do mês estava a conta ela por ela, fifty-fifty na língua dos camones. Não precisava de porquinho para nada, pois nem cêntimo quanto mais euro restava para la por.

              Outra vez o Passos (Coelho) Trocados: -olha, outro que tal. CORTA! E o Vitinho, religiosamente como um frade beneditino, muito polidamente, a alma sangrando das farpas dolorosas das vítimas esbulhadas, a este casal também cortou: 2000€ x 2 = 4000€

              Parece igual, mas não é tanto assim. Reparem: o Xico Feliz, reformado, e, o seu cônjuge (sempre gostei desta palavra: cônjuge!) ainda reformada tal qualmente o seu cônjuge, após o confisco de parte do património ainda lhe sobram 1000€, por mês. Contente-se o Espírito Santo, que ainda vê algum. Mesmo que psicologicamente possam ser afectados, manter o mesmo nível de vida é apenas uma questão de opção para a família Xico Feliz. Porém, já o mesmo se não poderá dizer do Zé Remediado, reformado, e, do seu cônjuge (linda nome masculino que dá tanto para ele como para ela!) também reformada, pois, não podendo com este saque selvagem sustentar idêntico padrão de vida do seu vizinho Xico Feliz terá de fazer "by-by" (adeus-adeus, no dicionário de inglês-português), a alguns "luxos", nem tanto, vícios (isso mesmo) do seu quotidiano em virtude da redução que sofreu o montante da pensão de aposentação com que orientava os seus gastos. E, tal qual fazem as agências de ratting às economias falidas, o nível de vida do casal Zé Remediado reformado, ficou às portas da lixeira até ao próximo pontapé no traseiro (já anunciado) que o mandará, de vez, para a reciclagem.

              E vem de lá um Passos (Coelho) trocados, "manga de alpaca" da Angel Merkel e serviçal do Sarkozy , tentar convencer-nos de que o esbulho compulsivo do seu governo sobre as pensões dos reformados é um esforço igual  para TODOS...os Zés Remediados reformados e seus cônjuges, elas, tal como os seus cônjuges igualmente reformadas...e entaladas.


           

Sem comentários:

Enviar um comentário