quarta-feira, 25 de abril de 2018

DESPORTO AMADOR REGIONAL - UD LANHESES VENCE V. PIÃES E ACEDE À MEIA FINAL DA TAÇA DA ASSOCIAÇÃO.




AF Viana do Castelo
1/4 final da Taça da Associação
Em Lanheses,
Bom tempo, com vento forte
Boa assistência
2018.04.25

              UD LANHESES, 3 - Vitorino de Piães, 0
                                    (ao intervalo: 1-0)

UD LANHESES alinhou com: Vasco, Mendonça, Tomás, Faizão, Diogo Castro, aos 63' Gil, Dani, aos 74' João Pedro, Guti, Kitos, aos 8o' Carvalho, Polido e Peixe.
Equipamento: tradicional oficial
Treinador: Pedro Lomba (México) 



Vitorino de Piães (Ponte de Lima): Manhola, Chico, Miguel, Boucinha, Paula, aos 59' Rebimba, Gabi, Filipe, Maurício, Amaral e Vítor, aos 58' Raúl. Gorila entrou aos 64' mas não identifiquei o substituído.
Treinador: Márcio Lima





Árbitros: Fábio Nunes, Rui Pinto e Wilson Alves.


GOLOS: 1-0 aos 43' por DANI, na execução perfeita de livre a partir do ângulo direito da grande área; 2-0, aos 48', de novo por DANI, com remate em executado em andamento, à entrada da área, forte, rente ao relvado a entrar perto do poste esquerdo do g.r. dos visitantes; 3-0, aos 88' por GIL, num remate na ponta esquerda obtido em posição oblíqua em relação à baliza, numa boa execução técnica.




  Foi uma partida jogada muito na raça e no empenho dos atletas com as respetivas defesas a anularem as tentativas de ataque à entrada da área, contribuindo deste modo para a quase total ausência de remates enquadrados com a baliza no primeiro tempo. Ao obter o segundo golo em jogada comandada por Dani a partir do meio campo defendido pelo Piães até à entrada da área, a partida tomou um rumo de maior controle e ascendência atacante dos locais, a qual passou a ser bastante mais acentuada depois de uma expulsão e da saída por lesão de outro atleta dos visitantes quando já não podia ser substituído por terem sido já utilizadas. 

   Não obstante a resistência do Piães e o forte apoio da claque (feminina) que se fez ouvir na bancada de princípio ao fim, o UD Lanheses foi, indiscutivelmente, a melhor equipa desta eliminatória merecendo o triunfo e a consequente passagem à meia final.


   A arbitragem da equipa liderada por Fábio Nunes foi equilibrada e sem falhas com interferência no resultado, com exceção de um curto período a seguir à expulsão, aos 83', do jogador Gabi, do V. Piães, ao que presumo por palavras incorretas que lhe terão sido dirigidas como protesto, em que os ânimos estiveram algo alterados e que obrigaram o juiz a frequentes interruções da partida para admoestações, quer ao banco quer aos atletas e dirigentes dos visitantes. Pessoalmente, pareceu-me excessivo o segundo cartão amarelo que tirou do jogo aos 83' o jogador do UDL, Mendonça, porque, a haver falta no derrube do jogador do Piães que se aprestava para isolar-se no ataque, havia ainda dois dos seus colegas envolvidos na jogada e em condições de a anular.
 











































    
Fotos: doLethes
Remígio Costa 

Sem comentários:

Enviar um comentário