segunda-feira, 27 de julho de 2015

O ÚLTIMO QUE APAGUE AS LUZES.

   Caros concidadãos lanhesenses, amigos do doLETHES, visitantes ocasionais, emigrantes, imigrantes, amigos pessoas, festeiros e outros que por aqui passaram. Este, que teve como tema a Festa do Senhor do Cruzeiro e das Necessidades do ano corrente de 2015, foi um trabalho solitário, não muito fácil, bastante cansativo e demorado. Não está ausente de lacunas, defeitos, não terá a qualidade que eu próprio desejaria. Mas como sou um bairrista ativo, amo de verdade a terra que me viu nascer e onde sempre vivi, tudo o que consigo para a elevar e dar a conhecer, eu faço com prazer e ultrapasso a necessidade de descanso e sacrifício o direito ao lazer a que também tenho direito. 

       Não deveria, talvez, escrever o texto acima. Não o fiz para ouvir palmas, provavelmente até admito que até mim cheguem alguns assobios. Estou, contudo, satisfeito. Fiz a minha parte e isso basta-me. Por vossa vontade se assim o entenderem façam a vossa: como vai para o facebook, PARTILHEM. Em nome de Lanheses.

    E, quem for o último, desligue a luz, por favor. O chinês não contribuiu para a festa.















FOTOS: doLETHES 

Remígio Costa.

1 comentário:

  1. Paraben Remigio, ate que a vida te deixe! Obrigado

    ResponderEliminar