sábado, 11 de julho de 2015

D. AMÉLIA FESTEJOU CEM ANOS!

                 D. Amélia Gonçalves Costa - 100º aniversário.

                               Completar um século de vida não é para todos mas celebrar cem anos de existência com a lucidez e com tão notável conservação física como D. Amélia Gonçalves Costa aparenta ter é um estado de vida que raros logram conseguir. Com efeito, esta nossa conterrânea que reside no Lugar do Barreiro, na Rua de Salvaterra, casada com António Martins da Costa Palhares de quem é viúva há já alguns anos, festejou o 100º aniversário reunindo à sua volta alguns dos seus muitos familiares, vizinhos e amigos que lhe prestaram uma condigna festa de congratulação e, sobretudo, muito carinho..


             Dona.Amélia fez questão de assinalar a data participando presencialmente numa missa que decorreu pelas 12 horas de ontem (normalmente não o faz pelas suas limitações de deslocação), dia 10 de julho na Igreja paroquial, a qual foi celebrada pelo pároco residente da freguesia padre Daniel da Silva Rodrigues, seu assistente espiritual,a qual foi acolitada por José Dinis Sousa e sua esposa D. Gina Maria Sousa, amigos da família. Numa breve homilia, o celebrante teceu palavras de muito apreço pela aniversariante e enalteceu a firmeza da sua convicção religiosa e da família a que pertence, felicitando-a por ter ela feito questão de estar presente na Eucaristia não obstante algumas dificuldades de locomoção.



            Cumprido o cariz religioso previsto para a celebração do centenário natalício foi, no final, o ato assinalado pelo toque festivo dos sinos da Igreja seguindo-se uma copiosa e estrondosa salva de foguetes dando o toque festivo adequado a uma rara celebração de aniversário.

            A comitiva seguiu depois para a freguesia vizinha de Vila Mou onde decorreu um almoço para os convidados e onde a Dona Amélia foi naturalmente a protagonista tendo fechado esta tão especial comemoração com o apagar das velas do bolo representativas de um século de vida que acabara de completar.
                       

        Como Dona Amélia e o marido António Palhares não tiveram descendentes diretos contrataram há anos para os acompanhar e ajudar nos serviços domésticos, uma senhora de nome Elisa, a qual é neste momento "a filha" que o casal não teve. Tive oportunidade de testemunhar o desvelo e o carinho que a Elisa dedica a Dona Amélia, que utiliza cadeira de rodas e viatura automóvel para deslocações maiores onde ela a coloca e retira sem ajuda, conduzindo depois a viatura, e o modo carinhoso e cuidado como durante a ingestão de alimentos da veneranda idosa cuida da sua higiene e limpeza.


       
´           Largos dias têm cem anos, diz o aforismo popular e um ano mais acrescentará trezentos e sessenta e cinco aos à linda conta que já soma; pessoalmente, muito desejo que Dona Amélia possa voltar a comemorar nova data com idêntica vontade e ainda melhor assentimento.

            A COMEMORAÇÃO EM IMAGENS
                            EUCARISTIA



       
                      






                                                              NO ADRO

                                           Encontro com Álvaro Sá Carneiro

                                           100 + 96 = 109 anos!!!




           Os foguetes emocionaram a aniversariante e D. Gina Maria ajuda a repor a normalidade
         Padre Daniel e a atenção aos idosos

 António Palhares e esposa, residentes no Brasil, ao lado da familiar aniversariante.









                           "PARABÉNS A VOCÊ."














                           DUAS "IRMÃS"

FOTOS: doLETHES 
 Texto: Remígio Costa 

Sem comentários:

Enviar um comentário