quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

CONCLUÍDO O ALARGAMENTO DA CALÇADA DE LAMAS.




Alargamento de via no final da Calçada de Lamas



       Fruto de um acordo entre a Junta de Freguesia de Lanheses e os herdeiros de José Manuel Amorim, foi possível proceder ao alargamento da parte final do arruamento denominado Calçada de Lamas. Deste modo tornou-se viável a passagem nesta artéria à-vontade de todo o tipo de viaturas, nomeadamente de socorro, até às habitações localizadas no final daquele troço. 

       Releve-se a capacidade de diálogo e persuasão que a Junta de Freguesia  estabelece com os cedentes dos terrenos que permitem este tipo de obras em benefício de todos. Anote-se, também, o esforço que vem sendo feito pelo executivo lanhesence, que está a intervir simultâneamente em vários locais, designadamente na rua do Estádio, Obra Social e, nesta última, utilizando apenas os meios escassos que tem à sua disposição.



6 comentários:

  1. Discordo plenamente da publicação deste tipo de noticias que o Junta de freguesia pede.

    Se a JFL quiser que crie o seu próprio espaço.

    Este aproveitamento político em nada beneficia os autores, e o bom trabalho INDIVIDUAL que ambos apresentam na divulgação de diversas actividades.

    Cumprimentos,

    Pedro R.

    ResponderEliminar
  2. Pedido de desculpa.

    Peço desculpa ao autor do comentário que não concorda com a divulgação de notícias fornecidas pela JF, porque eliminei, por erro de digitação, o texto que enviou quando pretendia inseri-lo.

    Entretanto, sempre adianto que o meu procedimento neste caso, deve-se à pouca relevância do objecto da notícia e da indisponibilidade de tempo de que dispunha no momento em que abri o correio que recebi (era de manhã e tinha outros compromissos) que não me permitia obter elementos em tempo útil para compor a notícia.

    Aproveito para esclarecer que a divulgação no doLethes de notícias de que tomo conhecimento através de terceiros, obedecem apenas aos critérios que sigo na defesa da independência do blogue, estando (muito...) longe de beneficiar de qualquer privilégio que me coloque numa posição de favor em relação a quem quer que seja...

    Remígio Costa.

    ResponderEliminar
  3. Pedro R.

    Afinal, o seu comentário não tinha ido para a reciclagem. Mas, nada mais tenho a acrescentar.

    RC.

    ResponderEliminar
  4. Sr. Remigio discordo completamente com o aqui publicado. Uma vez que o alargamento da Calçada de Lamas só foi possivel após a exposição á junta de freguesia, da apropriação indevida de um caminho de servidão por parte daqueles herdeiros, tendo esta Junta chegado a acordo com os mesmos atavés da cedência de um metro de terreno da parte nascente da propriedade daqueles. Assim, o que aconteceu foi uma mera troca de terrenos entre a Junta e aqueles herdeiros, e não uma grande cedência como aqui publicou!
    Eis o que cumpre esclarecer!
    HD

    ResponderEliminar
  5. Não poderia, de forma alguma, deixar passar em claro o que alguém, de forma gratuita e com laivos de pura maledicência, comentou neste blogue a propósito do alargamento da calçada de Lamas. Que talvez o comentador nem sequer conhecesse antes do alargamento, não fora o Remigio Costa dele dar noticia. Vamos por partes: Em primeiro lugar, o alargamento , necessário, vem beneficiar os moradores e não apenas e exclusivamente os herdeiros que permitiram a obra; em segundo lugar, a apropriação de que fala, a provar-se nos tribunais (sabia disto?) não foi, como maldosamente alega, feita pelos herdeiros –eu sou um, e apenas um, porque existe a viúva e mais dez filhos que, com ou sem razão, se não apropriaram dum caminho de servidão que os acessos à Ponte de Lanheses eliminaram. Não sabia?, fica a saber; em terceiro lugar, o alargamento foi feito à custa de terrenos cuja situação lhe daria um valor imensamente superior ao de uma eventual permuta com os resultantes da servidão; finalmente, aconselho este HD e seus seguidores a informarem-se antes de tentarem envenenar a opinião pública com os seus comentários – e já agora que tenham a coragem de dar a cara - no caso em apreço, bom seria que pegassem numa fita métrica e verificassem a dimensão do alargamento. Tenho dito. José Alberto Amorim.

    ResponderEliminar