segunda-feira, 8 de agosto de 2011

ESTÁDIO DO UNIÃO DESPORTIVA DE LANHESES (UDL) VAI ENTRAR EM OBRAS DE REMODELAÇÃO.


          
           Esta semana vão iniciar-se no Estádio do União Desportiva de Lanheses, obras de remodelação total daquele recinto desportivo, que abrangem toda a actual estrutura e, até, o espaço exterior envolvente, de acordo com a divulgação publicamente difundida no domingo último.

            José Pereira, o presidente do Clube em segundo mandato consecutivo, já me tinha informado das obras a realizar, numa conversa informal que tivemos no stand montado no recinto onde decorriam as festas do Senhor do Cruzeiro e das Necessidades, onde estava exposta a planta com as alterações a executar e o pronto início das obras.

           Grosso modo, o projecto abrange a remodelação e construção de balneários para os seniores e categorias de formação (separados) , gabinete médico, sala de imprensa, bares e instalações sanitárias e a Sede do Clube, bem como uma nova bancada coberta. O terreno de jogo será dotado de relva sintética e a iluminação melhorada. Fora, para além de abertura de novas entradas, a Rua actual do lado nascente será dotada de passeio graças à anuência do proprietário do terreno paralelo que cedeu algum espaço para o efeito.

           Esta é uma obra cuja decisão é irreversível e está assumida pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, tendo sido abandonada a intenção de levantar um novo complexo a sul do actual Estádio por ser muito dispendiosa e poder gerar demoradas diligências com a negociação dos terrenos particulares previstos.
Prevê-se que o "novo" Estádio possa vir a ser utilizado ainda no decorrer da época que vai começar.

          Pretendo levantar a questão da designação actual do campo de jogos, que me parece desadequada, sem substrato consistente e, por isso, questionável. 15 de Agosto é uma data com significado relevante para a Igreja católica mas representa ZERO para o Clube, para o futebol de Lanheses e para as figuras que contribuíram para a sua existência e prestígio ao longo dos anos na nossa terra. Foi a 15, poderia ter sido a 14 ou 16, porque neste dia apenas decorreu a formalização do início da utilização do novo espaço. Se ela tivesse ocorrido no dia 25 de Dezembro, ninguém ousaria chamar-lhe "Estádio do Menino Jesus"... Será tema para outra oportunidade.

        

11 comentários:

  1. Sera justo Estadio Jose Fernendes.

    ResponderEliminar
  2. anónimo das 19:30

    É uma óptima sugestão. Mas há outras...

    RC/.

    ResponderEliminar
  3. Pedindo já desculpas pela minha ignorância (possivelmente, isto já está claro, apesar do meu desconhecimento), gostaria de levantar uma segunda questão: quem vai custear a obra e, caso sejam várias entidades, qual a parcela que caberá a cada uma? Em relação ao nome, sugiro "Estádio de Lanheses", simplesmente.

    ResponderEliminar
  4. anónimo das 09:43:

    Conto, brevemente, dar pormenores sobre o custo e financiamento das obras mas possa adiantar que é a Câmara que assume os encargos.

    Quanto ao nome é outra boa sugestão. Curiosamente, esta designação, por mim proposta, foi derrotada em votação democrática pelos sócios, a quando da construção do actual estádio...

    ResponderEliminar
  5. Estara moralmente certo que seja Estadio Jose Fernandes, porque se nao tivesse sodo este Senhor nos nao teriamos ate hoje o Campo que ate agora serviu para grandes glorias. Mas, nao me adimara nada que os responsavais por levar a freguesia em frente irao por o nome de um Dom Senhor qualquer que nunca levantou uma "palheira" por a nossa Terra! Confio no bom senso do autor deste blog.

    ResponderEliminar
  6. Que hajam outras sugestoes mas que sejam para louvar a momoria daqueles que fizeram " sem interesses particulares" alguma coisa pela nossa terra!

    ResponderEliminar
  7. E se for Francisco Dias de Carvalho ? Fundador do campo com o saudoso Saraiva! Claro ja ninguem se lembra dele...nem o proprio autor do blog! Que pena! E que exemplo dao as novas geracoes!!! Vamos dar a Cesar o que e de Cesar e a Deaus o que e de Deus!!! Ou Jose Fernandes ou Francisco Dias de Carvalho, quanto ao resto so sera para rir...

    ResponderEliminar
  8. anónimo das 15:25:

    Meu caro, como facilmente concordará, porque certamente me conhece, o autor do blog está, felizmente, no gozo pleno das suas faculdades mentais, o que me permite manter incólume o sentimento de respeito e admiração por figuras que trabalharam para a terra que hoje somos com quem, aliás, tive a honra de conviver e colaborar.

    Sabe que Francisco Dias de Carvalho tem uma efígie em bronze a perpetuar a sua memória na actual Casa do Povo?

    ResponderEliminar
  9. Sr Costa, ai, ha certas duvidas, o senhor sabe do "cambalascho" como eu, o que foi feito com o conde de Almada? Ele o conde entregou mil metros de
    terra para construir o Pavilhao e ficou com a Hitorica Casa do Povo! Quando o primeiro era presidente e o segundo presidente da assembleia geral ! E que depois foi vendida por 30 mil contos! Grande negocio para a ferguesia nao acha? Ai era de por uma estatua a seu ver, acredito! Por ai Sr. Costa ,entra mal "ao teste das suas faculdades mentais". Perdoe-me! Claro que o conheco, mas ja o conheci pior, acradite. Agora conheco-o melhor!Um abraco

    ResponderEliminar
  10. anónimo das 17:30:

    Não falo (nem posso comentar) de assuntos que apenas conheço "vox populi", que nem sempre afina pelo mesmo diapasão...

    Cptos.

    ResponderEliminar
  11. Oh Sr. Costa nao me venha com "essa" esta nos anais da casa do povo, a nao ser que os documentos tivessem desaparcido! Tambem sei que "muitas" vezes o Sr. foi sempre um homem que pugnou pela justica e o bom senso.(deixando de parte o seu Porto) e muito bem! Sei tambem que e um bom critico, por isso deixo a merce do tempo e do Sr. ate que alguem traga o assunto a "baila" tanto eu como o Sr. sabemos que a voz do Povo e a vos de Deus! Um Abraco

    ResponderEliminar