segunda-feira, 6 de março de 2017

BISPO DA DIOCESE DE VIANA DO CASTELO EM LANHESES.

     
                              Receção no Agrupamento Escolar

O Bispo da Diocese de Viana do Castelo, D. Anacleto Cordeiro Gonçalo de Oliveira, vai estar na paróquia de Santa Eulália de Lanheses (Viana do Castelo) em visita protocolar no próximo fim de semana, nos dias 11 e 12, onde presidirá na Igreja paroquial da freguesia à Missa Crismal a realizar pelas 10:30 horas, de domingo. Na véspera, sábado, D. Anacleto Oliveira promoverá  reuniões de preparação com todas as pessoas envolvidas na cerimónia do Crisma, estando ainda prevista uma visita domiciliária aos idosos e doentes com mobilidade limitada na companhia do pároco residente padre Daniel da Silva Rodrigues, que D. Anacleto fez questão de fazer conjuntamente.

    Sendo esta a primeira visita oficial que o Bispo da Diocese irá fazer em Lanheses desde que assumiu formalmente o cargo em 15 de Agosto de 2010, em substituição do Bispo emérito D. José Augusto Pedreira atingido pelo limite de idade, o quarto bispo desde a sua criação, D. Anacleto Oliveira, diligenciou previamente obter pessoalmente um maior conhecimento possível das pessoas e da realidade social e económica da aldeia a visitar, pelo que promoveu na última sexta feira, dia 3 de março, uma visita informal a Lanheses de cujo programa constava visitas à Zona Empresarial, instalações do clube desportivo local União Desportiva, Agrupamento Escolar de Arga e Lima, quartel da GNR, Junta de Freguesia e da instituição Casa do povo de Lanheses. A visita que deveria ser iniciada no período da manhã na Zona industrial foi anulada nesta fase em razão do mau estado do tempo.

       Balneário da equipa sénior do UDL, com alguns membros da direção e roupeiro Adriano.
   
     No estádio com obras de remodelação a decorrer, o Senhor Bispo foi recebido por vários membros da atual direção e, no impedimento do presidente, José Pereira, foi o vice Artur Gomes quem orientou o ilustre visitante. Entrando nos vários equipamentos em vias de conclusão e provisoriamente utilizados, o ilustre prelado depressa revelou a sua notável capacidade de aproximação às pessoas, cumprimentando todos sem aceção de ninguém, de sorriso aberto e simpático, ao mesmo tempo que inquiria e procurava colher informações sobre a vida do clube, usando uma linguagem simples pincelada com expressões de graça e fino humor. - "Escravo de todos" é o seu lema episcopal.

                                               À entrada.

   No Agrupamento escolar foi recebido à entrada pelo diretor Manuel Agostinho Sousa Gomes, e elementos da sua direção e alguns professores. Aqui, D. Anacleto sentiu-se, tal como antes,  totalmente à vontade, e descontraidamente, passou por diversos departamentos distribuindo simpatia, formulando sugestões e escutando as pessoas com quem se encontrava. Simpatiquíssimo para com os alunos, brincando com as palavras e notoriamente feliz, D. Anacleto continuava atento ao ambiente à sua volta, quis inteirar-se de como era a vida das cozinheiras, as condições em que trabalhavam e as refeições que preparavam. Passou pelo auditório, bebeu no bar uma água, encantou-se na biblioteca ao conhecer da sua relevância na vida escolar e comunitária, passou pelo Núcleo Museológico do Património Mineiro, quis saber pormenores do local onde a escola nasceu - a Quinta de Barrosa-, passou pelo Centro escolar dos mais pequeninos, sentou-se ao seu lado na carteira, fez perguntas, dialogou com educadores docentes ou auxiliares.

     Com algum atraso foi recebido no posto de Lanheses da GNR pelo comandante Gomes, e porque ali se encontrava em serviço, do capitão Barbosa, comandante do Departamento e Coordenador de Caminha e Viana do Castelo. Quis saber dos efetivos, das áreas de cobertura, da eficácia das rondas, da data e do local em que se instalou pela primeira vez a GNR em Lanheses, o grau de incidências marginais e perspetivas futuras. 

    Já com o dia a escoar-se, chegou D. Anacleto à Junta de Freguesia onde foi recebido pelo presidente Filipe Rocha e pelo secretário, Hélio Lourenço e  funcionária administrativa Ana Maria. Na sede do Núcleo Museológico colheu dados sobre os materiais expostos, da sua proveniência e características, das atividades donde provinham na freguesia, a história da descoberta das pirogas monóxilas no rio Lima em Lanheses, do número de habitantes e ocupações principais. Antes de subir ao Auditório Gabriel Gonçalves, o visitante esteve na sala da biblioteca e receções públicas onde lhe foram mostradas fotografias antigas de pessoas e atividades específicas locais.

                                 Numa aula, em curso.

   
A visita iria terminar na "Casa do Povo" onde D. Anacleto Oliveira foi recebido à entrada pelo presidente Manuel Loureiro e pelo vice presidente, José Carvalhido e funcionária ali em serviço. Aqui, o cidadão natural da freguesia de Cortes, da Diocese de Leira-Fátima, foi detalhadamente esclarecido sobre os fins das instituições "casa do povo" , particularmente da de Lanheses, das obras que tem vindo a fazer-se no sentido de melhorar as suas ofertas, do papel que lhe cabe como parceiro do ensino local como espaço gimnodesportivo de apoio ao Agrupamento e o prestígio alcançado pelo festival anual de folclore que promove e o nível atingido pelo Rancho Folclórico que sustenta. A fechar a visita, D. Anacleto passou pelo BAR onde cumprimentou um a um os presentes, retirando-se a seguir para a Igreja paroquial onde foi celebrante na Missa do dia.

    O Bispo da Diocese não limitou o seu comportamento à abordagem verbal das pessoas com quem contactou nos diversos  locais visitados. Estava munido de um bloco notas ou agenda onde fez questão de registar um extenso rol de pormenores sobre aquilo que tinha observado e mais o tinha sensibilizado. Muito trabalho vai ter pela frente o serviço da Cúria para passar tudo a limpo.  

   O padre Daniel da Silva Rodrigues, pároco residente das freguesias de Santa Eulália de Lanheses e S. Paio de Meixedo, acompanhou o Bispo D. Anacleto Oliveira, no decorrer desta relevante visita.  


NO ESTÁDIO DO UDLANHESES



NO AGRUPAMENTO ESCOLAR DE ARGA E LIMA - ESCOLA EB 2,3/S



     À conversa com a funcionária, Rosa Maria, há mais tempo em serviço na Escola.

NOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DA ESCOLA:




NO CONTATO COM EDUCADORES AUXILIARES

NO CORREDOR, A CAMINHO DA BIBLIOTECA:


ENCONTRO COM A RESPONSÁVEL DA BE, dr^ª MANUELA CASTRO.



CUMPRIMENTANDO OS ELEMENTOS DA COZINHA
Fotos: doLethes
Remígio Costa  

Sem comentários:

Enviar um comentário