sexta-feira, 6 de maio de 2016

FUI AO JARDIM DAS FLORES , GIROFLÉ, GIROFLÁ. O QUE FOSTE LÁ FAZER...

        
                       Giroflé, giroflá, a Junta o exemplo dá.
  
           As idéias mais simples são muitas vezes as melhores. Neste caso dos vasos floridos com que os comerciantes estabelecidos no Largo Capitão Gaspar de Castro quiseram alindar as entradas dos seus comércios, não sendo original, resulta quanto ao objetivo de procurar alindar o centro cívico e dar sinal positivo quanto às iniciativas dos comerciantes para incentivarem quem procura o local para fazer compras. Numa aligeirada ronda pelo recinto é fácil constatar que a adesão foi unânime e, se num ou noutro ponto não tem as flores com o laçarote, deve-se à chuva que obrigou alguns dos proprietários a recolherem os enfeites para os manter apresentáveis pelo maior tempo possível.

           Depois de uma passagem pelo centro cívico da freguesia, ninguém sairá de lá sem que não recorde e venha a trautear em surdina a popular canção que as crianças entoam numa roda e de mãos dadas, saltitando

                "Fui ao jardim das flores, giroflé, giroflá,
                    O que foste lá fazer... 

(De nascente para poente e vice versa)












 
           




Fotos: doLethes
Remígio Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário