sábado, 17 de outubro de 2015

ENCERRADAS COM BRILHANTISMO E AMBIENTE DE FESTA AS CELEBRAÇÕES DO A 25º ANIVERSÁRIO DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LANHESES (Viana do Castelo)





ENCERRAMENTO DAS CELEBRAÇÕES COMEMORATIVAS DO 25º ANIVERSÁRIO DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LANHESES (Viana do Castelo)


                      O diretor do Agrupamento Escolar d'Arga e Lima, Agostinho Gomes
     
       Com a realização de uma sessão solene que decorreu no novo  Auditório e de um jantar-convívio realizado no Refeitório da Escola terminaram ontem, sexta-feira dia 16 de Outubro, as celebrações comemorativas da passagem do 25º aniversário da entrada em atividade da Escola EB 2,3/S, de Lanheses (Viana do Castelo), agora integrada no Agrupamento de Escolas de Arga e Lima.

                 O subinspetor de ensino, Augusto Patrício.

       A Escola Secundária de Lanheses é um equipamento escolar criado de raiz em terreno particular adquirido pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, conhecido por Quinta da Barrosa, do Lugar de Casal Maior, da freguesia de Lanheses, tendo iniciado a atividade escolar, ainda em fase de acabamento, a 15 de Outubro de 1990. Posteriormente, veio a ser edificado no mesmo local o Centro Escolar de Lanheses tendo sido, ainda, acrescentada uma nova ala a norte das primeiras instalações. Fazendo parte de todo o complexo, foi recuperada uma antiga habitação da Quinta da Barrosa e transformada em Núcleo Museológico Património  Mineiro, dispondo ainda de um espaço de zona agrícola cujo aproveitamento não está ainda definido mas não porque escasseiem ideias para o seu aproveitamento escolar , estando a concretização delas dependente do assentimento das entidades públicas e do devido financiamento para os concretizar.

        A Comissão Instaladora inicial da Escola Secundária foi constituída por Manuel Agostinho Sousa Gomes, Rosa Castro e Manuela Martins, tendo eu próprio assumido o cargo de chefe dos serviços administrativos. O primeiro conselho diretivo eleito era formado por Agostinho Gomes, Manuela Carvalho e Rui Costa, sendo nesta altura e desde há alguns anos a esta parte, composto pelo diretor Manuel Agostinho Sousa Gomes, o qual tem vindo a presidir a todos os executivos desde a fundação da Escola há 25 anos, Ilídio Castro e Marinheiro, todos do quadro de professores efetivos.


        Na sessão solene de encerramento da comemoração do 25º aniversário, foi convidado de honra um ex-professor da Escola, o dr. Augusto Patrício Lima da Rocha, mestre em Biologia, atualmente a desempenhar o cargo de subdiretor geral da inspeção do Norte, para apresentar um trabalho que intitulou A Ação Educativa no Quadro da Legalidade, um tema para abordar preferencialmente as obrigações e disciplina a que estão sujeitos os professores (agora classificados como trabalhadores) no âmbito da sua relação com os dirigentes, colegas, alunos, pais e encarregados de educação, invocando as determinações do Estatuto da Carreira Docente (ECD) e o Novo Código do Procedimento Administrativo (NCPA), e demais normas legais aplicáveis, discorrendo ainda sobre a instrução de processos disciplinares, acusação, audição, recursos, prescrições e penas aplicáveis, assuntos de extrema importância, que, de acordo com o que penso em relação a este assunto,  uma grande maioria dos professores não costuma valorizar ou mesmo desconhece.

O diretor do Agrupamento fazendo a apresentação do convidado.





 A professora Rosa Castro, ex-componente da Comissão Instaladora (ao centro).


                   A apresentação do convidado esteve a cargo do diretor do Agrupamento, Manuel Agostinho Sousa Gomes, o qual deu a conhecer em primeiro lugar o valoroso currículo de Augusto Patrício, não deixando de manifestar o seu regozijo e um justo orgulho pelo prestígio que a Escola que dirige há um quarto de século goza entre os seus pares e junto da Tutela e testemunhada pelas muitas personalidades que ali têm sido recebidas, tal como escritores e cientistas, sucesso que atribui também ao excelente grupo de docentes que estão e têm passado pela Escola e à competência e empenho dos demais trabalhadores.
         A concluir, pelo coordenador do programa das comemorações que se estenderam ao longo do ano letivo anterior, professor Hermenegildo Costa, foram oferecidas ao palestrante algumas lembranças de reconhecimento pela sua valiosa prestação.

    Maria José Guerreiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo.



De entre as personalidades conhecidas refiro a presença da vice-presiente da 
 Câmara Municipal de Viana do Castelo, drª Maria  José Guerreiro, o ex-presidente daquela edilidade, dr. Carlos Branco Morais, o professor Isaías ao tempo do arranque da Escola edil camarário, antigos e atuais professores e presidentes de Junta, ex-alunos e funcionários. O Auditório, porém, não estava completamente preenchido, pormenor que o diretor Agostinho não deixou passar sem reparo. 

O dr. Carlos Branco Morais, presidente de Câmara Municipal de Viana do Castelo, ao tempo em que a Escola Secundária foi construída.


 Luís Filipe Rocha, professor da Escola e presidente da Junta de Freguesia de Lanheses e o colega Hermenegildo Costa, coordenador do programa das celebrações do aniversário.


        As celebrações culminaram com um bufete-convívio o qual foi pretexto para troca de conversas informais e estreitamento ou consolidação de amizades, em ambiente de excelente convivência e melhor disposição, com destaque para o brinde geral e devido ênfase dado ao coro dos “parabéns a você”, à menina linda aniversariante que é a nossa Escola Secundária de Lanheses.
O ambiente foi enriquecido pela voz maviosa da jovem cantora  Ana Catarino, filha do prof. Catarino, a qual interpretou com geral agrado vários temas populares de música portuguesa.

              Pormenor da Escola Secundária de Lanheses.



                                          No Auditório:











NO REFEITÓRIO:







































Fotos: doLethes
     Texto: Remígio Costa

A minha parte


1 comentário:

  1. Gostei imenso ver o meu Amigo Dr. Branco Morais. Um forte abraco para ele!

    ResponderEliminar