quarta-feira, 19 de agosto de 2015

BRANCA NÃO ERA A RESTRIÇÃO A PÔS.


                  Foi alterada a fisionomia do Largo Capitão da Castro por força da alteração introduzida na fachada de um prédio situado no lado norte em frente à agência do BPI, cuja cantaria trabalhada de que era formada foi totalmente rebocada e pintada de branco. Segundo a versão popular que me parece correta face ao que conheço do enquadramento legal aplicável, tal facto foi imposto para cumprir os condicionalismos previstos no regulamento que protege a Casa do Paço dos Condes de Almada e publicado há cerca de três anos,  num perímetro que abrange toda a área envolvente e lugares limítrofes impondo regras especiais quer nas novas construções quer naquelas onde o respetivo proprietário pretenda fazer alterações de fundo , como aconteceu neste caso.



           Entretanto, as restantes casas com fachadas construídas em pedra lavrada existentes no Largo, em número de cinco se bem as conto, manter-se-ão sem quaisquer restrições tal como agora se encontram na atualidade, se e enquanto os seus donos não submeterem aos serviços camarários competentes planos de alterações que não respeitem as determinações da Portaria há tempos divulgada aqui no doLethes.


           Assim sendo habitue-se à nova paisagem do centro cívico porque esta jamais a verá senão em fotografias.



 Fotos: doLethes
Remígio Costa


           

5 comentários:

  1. Meu Deus, o que há de ridículo neste texto? Iluminai-me, Senhor.

    Remígio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SR REMIGIO nao adianta havera sempre comentarios rediculos

      Eliminar
  2. Para resolver os problemas financeiros da casa do paco,condicionou a vontade dos
    vizinhos das sua vontades! O artigo esta esclarecedor.

    ResponderEliminar
  3. E assim está muito mais valorizada, aquela miudagem que foi tapáda com o reboco não estava a valorizar nada, é porque na altura que foram construídas essas abitações não isistia o bloco ou o tijolo.

    ResponderEliminar
  4. Francamente nao sei de que e que autor do blog se lamenta tanto ao ponto de implorar a Deus por ajuda!

    ResponderEliminar