quarta-feira, 21 de novembro de 2012

OS TESOUROS QUE VIANA TEM.

              RETRATOS DA IGREJA DA MISERICÓRDIA, EM VIANA DO CASTELO
                                                   (Em obras de requalificação)

 

                Viana do Castelo é conhecida pelas suas belezas naturais e pelas Festas da Senhora d'Agonia. Estes conceitos são evidentes e aceites pela maioria dos seus habitantes sendo partilhados por quem, nacional ou estrangeiro, alguma vez visitou Viana . Muitos de nós que por razões várias ali andámos com muita frequência, ocupados nas nossas obrigações particulares, não nos damos conta de que há muito mais na cidade Princesa do Lima do que dádivas da natureza e uma romaria sem igual uma vez por ano em Agosto.









              
              Viana do Castelo encerra tesouros que poucos conhecem em cada rua do velho burgo, onde se erguem antigos palácios, belos por fora e por dentro, recheados de história e de arte, igrejas com altares em talha dourada e arquitectura admiráveis, museus e arquivos do acervo histórico do povo vianês, pinturas, quadros e trabalhos de grandes artistas que aqui nasceram, com os quais muitas vezes deparámos sem tempo ou interesse de os conhecer.






               No entanto, entrar no Museu do Traje e ver os trajes minhotos ali expostos ou extasiar-se perante as filigranas de ouro de uns brincos "à Rainha" ou contemplar um altar barroco de talha dourada que não se encontra igual em outra parte do mundo, como o que existe no Convento de São Domingos, ou, até, os desenhos dos trabalhos executados em estuque pelos artistas de Carreço nos tectos de alguns deles, é ganhar uma visão muito mais alargada das maravilhas que Viana guarda. E digo "guarda" porque, apesar da fácil acessibilidade ao desfrute, os vianenses não lhes dão a visibilidade que mereciam em função do extraordinário valor que possuem.



             
                Como o altar de talha gorda, em São Domingos,a título de exemplo, cuja riqueza, originalidade e arte que mereceu de um especialista estrangeiro uma avaliação de exemplar  único na Europa.
  
              Se não estivessem actualmente a decorrer obras de restauro na Igreja da Misericórdia (à Praça da República), eu recomendaria uma visita imediata ao seu interior. Façam-no, logo que esteja disponível o acesso. Não me parece essencial para a maioria saber muito da história e das datas do que constituiu o recheio e azulejaria do templo, a decoração fantástica do tecto, do órgão e o nome das imagens dos santos e dizeres em latim que lá se vêem. Vejam, apenas, demoradamente e fruam com tranquilidade, concentração e muito sentimento um dos (muitos)  TESOUROS QUE VIANA TEM!
             





               

Sem comentários:

Enviar um comentário