terça-feira, 4 de setembro de 2012

CASA PALHARES PROSSEGUE COM OBRAS DE RESTAURO.

             A fachada principal da Casa Palhares (sul).

                  As obras de restauro na Casa Palhares, que como é sabido foi uma doação dos herdeiros desta antiga e conceituada família desta freguesia ao Centro Social Riba Lima, têm vindo a decorrer com normalidade e vão a caminho da sua conclusão, o que permitirá a breve prazo reunir condições para a instalação de serviços da área da previdência social vocacionados, numa primeira fase, para o acolhimento das pessoas idosas com necessidade de acompanhamento e assistência na saúde.

             O estado daquelas instalações à data da doação era muito degradado tanto no interior do edifício destinado à habitação como nos anexos e no logradouro envolvente, a exigir uma requalificação profunda e geral de toda a estrutura habitável coberta, desde a colocação de novos telhados em todas as edificações e a criação de uma rede de esgotos, alteração de alguns espaços interiores e a melhoria dos que se mantêm no seu traçado original e a adaptação dos acessos interiores às exigências dos fins a que se destina. 


 Pormenor da sala do primeiro andar, já restaurada.

 Uma sala de estar a que falta ainda o tecto.

A mesma sala do primeiro andar de outro ângulo.


            Os trabalhos têm estado a cargo de uma equipa de operários da área da construção civil, sendo orientados nos restauros exigidos, a título inteiramente gratuito, por Fernando Sousa, técnico de design. António Palhares, ao fazer esta doação à Obra Social Riba Lima adquiriu o direito a ser acolhido nesta instituição até ao fim dos seus dias, condição essa que já está a ser cumprida.


 O prédio principal com a cozinha em primeiro plano.

 Um dos dois grandes anexos (nascente).


             Como é já do domínio público a Casa Palhares está dependente administrativamente da direcção da Obra Social Riba Lima fazendo parte do seu património e a sua actividade desenvolver-se-à em estreita ligação funcional com aquela instituição e em consonância com as necessidades que vierem a surgir e forem compatíveis com as ofertas disponíveis criadas.

            Os encargos relacionados  com a intervenção efectuada na Casa Palhares têm vindo a ser suportados exclusivamente por verbas próprias provenientes de acordos com particulares e de subsídios vindos de entidades públicas acordados com os responsáveis da Obra Social Riba Lima, sendo completamente distintas das que vêm sendo atribuídas ao Centro em construção no Lugar da Igreja, cujos custos continuam a ser satisfeitos maioritariamente através de valores angariados junto da comunidade local e das freguesias envolvidas no projecto, Vila Mou e Torre, e comparticipadas em parte pelo Estado, o qual apenas disponibilizou, até ao momento, uma verba aproximada de duzentos mil euros destinada à construção da Creche.

            Deverá ser anunciado a breve prazo nova doação a favor da Obra Social Riba Lima de um particular lanhesence, de uma propriedade rústica cujo valor estimado pode atingir oitenta mil euros.

 Entulho resultante da remodelação interior. (norte)


                                           Coberto pequeno (nascente)

 Velhas arcas serão recuperadas.

                              Madeiramento substituído.

                                    Antigo estábulo.


12 comentários:

  1. Será que em Lanheses descobriram petróleo? Estradas com asfalto, centro social, Casa Palhares a reconstruir, Milheiral, e iniciativas diversas... entenda-se que este meu poste não se remete para inveja, não tenho nada que ver com isso, apenas quero exprimir a minha perplexidade quanto a estes acontecimentos que são o oposto da Situação financeira do País. Ai se a Troika descobre.

    ResponderEliminar
  2. em casa bem governada sobra sempre um bocado de pão. por vezes faz-se mais em tempo de crise do que na fartura.é preciso saber orientar e governar ainda melhor.força lanheses com ou sem petróleo estamos no bom caminho. pedro lima

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sr pedro muito bem dito, estou copletamente de acordo , david pereira

      Eliminar
  3. Todos os dias deviamos ouvir um pouco de musica, ler uma boa poesia ver um quadro bonito e, se possivel dizer algumas palavras sensatas.

    Seguidor atento...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo das 01:53

    Bom é (também) ouvirmos palavras sensatas, pelo menos ao domingo, manhã cedo.

    RC/.

    ResponderEliminar
  5. Qual a utilização desta casa no que concerne ao serviço social?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vamos ver é quem vai benefeciar com essa "obra".
      Já se fala que vai ser semi-privado.
      Mas como o nosso pais esta as mil maravilhas ,quem não tem mil euros mensais para pagar,para poder contar com tamanha boa vontade,a ver vamos!!!

      Eliminar
  6. então não há resposta para a pergunta anterior?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim o primeiro rei de Portugal foi D. Afonso Henriques.

      Eliminar
  7. Fala-se tanta coisa e pouco se acerta...

    ResponderEliminar
  8. como é possível falarem em crise se o Exmº Sr Doutor Miguel e sua esposa também funcionaria do centro Paroquial dão-se ao luxo de levarem os filhos e irem levantados à escola com carros do centro e quem paga a gasolina e o desgaste dos respectivos carros o centro claro, já agora gostava de saber porque tratam o Sr Miguel por Doutor e ele gosta sabendo eu que o curso que ele tem é o curso de professor de ginástica para dar aulas a miudos...

    ResponderEliminar
  9. Esse rui gosta é de protagonismo mas só não vê quem não quer

    ResponderEliminar