domingo, 3 de junho de 2012

NA "SEMENTEIRA", NA MAIOR.


            Não seriam uns pingos de chuva macia que a mim impediram de estar na Festa da Sementeira, que, conforme estava planeado ontem decorreu no Parque Verde de Lanheses. Muitas vezes se ouve a voz do povo simples dizer, que "Sol na eira e chuva no nabal" é uma coincidência muito favorável à lavoura, regando os campos semeados e secando o grão na eira, mas só por milagre acontece.



              Apesar da chuva suavemente bem-vinda que ontem apareceu no período da tarde durante algumas horas, muitas pessoas estiveram na "Sementeira" para viverem mais uma iniciativa de carácter lúdico e cultural da iniciativa da administração autárquica da nossa freguesia, depois de no dia anterior ali ter decorrido brilhantemente o fórum da religião católica. Registe-se,  já que julgámos ser um pormenor a salientar apesar de ser de todo normal numa organização de natureza pública responsável, o facto de que eu próprio tive oportunidade de verificar ainda o Sol não tinha despontado, de que todo o recinto se encontrava limpo de detritos do encontro do dia anterior onde estiveram perto de três mil pessoas, acondicionado em sacos ou juntos em montes para serem recolhidos. Apenas a montante do rio Lima e debaixo do renque de árvores que ali se estende até ao sítio dos Seixos, onde certamente alguns grupos ali se acolheram no pic-nic da refeição, se viam (lamentavelmente...) detritos que, com mais civismo e preocupações ambientais deveriam ter ido para os locais de recolha existentes no espaço do acontecimento, pela mão de quem foi responsável por ali o ter feito e deixado.

Ficam aqui alguns registos fotográficos para a memória futura de mais um  evento do Parque Verde de Lanheses.



Sem comentários:

Enviar um comentário