terça-feira, 6 de março de 2018

INTERVENÇÃO INÉDITA NA MARGEM DO RIO LIMA, EM LANHESES, VIANA DO CASTELO, EM VIAS DE CONTER A EROSÃO.

    
       O projeto inovador para a contenção da erosão da margem direita do rio Lima no sítio da Passagem, em Lanheses, Viana do Castelo, inspirado nos antigos processos dos lavradores usados nas propriedades confinantes com cursos de água, previa um prazo de cinco anos para testar e avaliar da bondade da experiência de cujo sucesso dependiam outras  futuras aplicações no país  em cursos de água em idênticas situações. Decorridos que estão cerca de três anos sobre a construção das estruturas em cerca de trezentos metros na margem norte a montante da ponte de Lanheses, e considerando as reparações localizadas que entretanto houve que fazer, poderá concluir-se, aprioristicamente, que o processo vingou, se não completamente pelo menos numa percentagem muito confortável.

      No inverno do ano em curso, sobretudo nos últimos tempos, o caudal do rio engrossou por várias vezes e transbordou em alguns pontos nas marés altas, mas apenas nas duas pequenas enseadas deixadas abertas para acesso ao rio a corrente causou pequenos danos arrastando porções do terreno arenoso de fácil erosão. Na restante parte intervencionada a vegetação e o arvoredo cresceram o que contribuiu para a consolidação e consequente resistência à ação demolidora da corrente.

Fotos: doLethes
Remígio Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário