domingo, 22 de novembro de 2015

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA

AF Viana do Castelo
Primeira Divisão
Estádio 15 de Agosto, em Lanheses (Viana do Castelo)
2015.11.22




                       UD LANHESES, 1 - Cerveira, 2
                                                    (ao intervalo: 1-1)


                - MORTE DEVASTOU A EQUIPA DO UD LANHESES
                - INSÓLITO: GNR "EXPULSA" JOGADOR DO UDL
                - UD LANHESES TERMINA O JOGO COM OITO JOGADORES
                - ÁRBITRO DO JOGO É DE CAMINHA A "DOIS PASSOS" DE CERVEIRA
                - CERVEIRENSES CHEGAM À VITÓRIA NO FIM DO TEMPO DE COMPENSAÇÃO (90'+5'), com mais dois jogadores em campo
                - "Vista grossa" de Morte a um derrube inequívoco dentro da área a jogador do UDL, aos 49', perdoando aos visitantes um penalti e uma expulsão.

      GOLPE FINAL AOS 90'+5' (1-2) - Morte andava por perto


           Ninguém poderia prever o que viria a ser a segunda parte do jogo entre o UD Lanheses e o Cerveira, depois do espetáculo agradável e bastante bem jogado a que se tinha assistido no primeiro. Com efeito os lanhesenses surpreenderam pela positiva pela forma como estavam a enfrentar um dos principais candidatos à vitória na prova, batendo-se com a  equipa forasteira "olhos nos olhos", sem sequer acusar a desvantagem no marcador com apenas 21' da partida e quando estava por cima do jogo, vindo a estabelecer a igualdade no resultado aos 32', por Kitos, num remate fora do alcance do guarda redes.
                       Sem que nada o fizesse prever pois no período inicial o seu trabalho tinha sido impecável, o árbitro João MORTE "entrou" no jogo a favor do Cerveira e desfez em cacos as pretensões da equipa da casa de chegar ao triunfo, deixando de assinalar uma grande penalidade por derrube de um avançado lanhesense quando este ultrapassou a defesa e ficou apenas com o guarda redes pela frente. Porém, o mais insólito e incrível das suas opções, foi a de mandar sair do relvado antes do início da segunda parte o jogador Amaral da equipa do UDL, ao que parece por indicação de um agente da autoridade que, no intervalo e já dentro do balneário, lhe terá dado conhecimento de uma agressão a um atleta da equipa visitante que Morte e a sua equipa não tinham visto!!! Ao longo da segunda parte, este árbitro que é natural de Caminha a poucos quilómetros de Cerveira, expulsou mais dois jogadores dos locais que ficaram reduzidos a oito elementos e o próprio delegado ao jogo, Jorge Brito, bem como, aos 89' a um jogador dos visitantes. Após validar o golo da vitória do Cerveira, aos 90'+5',MORTE, apitou para o termo do encontro.
Chocante o desnorte do sr. MORTE na etapa complementar com uma atuação que influenciou o resultado deste jogo e fragilizou para o futuro a equipa de Lanheses, num momento em que a equipa de Guilherme Brito dava indícios de clara melhoria de jogo e de recuperação na tabela classificativa. 


                                 MORTE E OS SEUS AUXILIARES

João Morte foi o árbitro do UD Lanheses - Chafé (2-3) realizado em 19.09 e sobre o seu trabalho escrevi:

       A turbulência ocorrida no desenrolar da partida e deu  motivo a expulsões não pode ser apenas assacada  aos jogadores envolvidos nos lances que as originaram mas também ao árbitro João Morte, pelo recurso drástico e arbitrário na exibição de cartões. A amostragem de dois cartões amarelos a Fonseca da equipa da casa cujo segundo resultou na sua expulsão estavam decorridos 35' de jogo mostra a tendência viciada de castigar recorrendo a cartões. Se no lance da simulação de  falta dentro da grande área que de facto não existiu, já o que causou a expulsão não tem fundamento porque o jogador, embora fora da área, foi efetivamente rasteirado. E, mesmo que a falta não tivesse existido e o jogador caísse propositadamente, o lance poderia ter passado despercebido porque a equipa do Chafé ficou da posse da bola e partia rápido para a frente, não tendo o jogador do UDL feito gestos exagerados. Na expulsão dupla que viria a acontecer estavam decorridos cerca de 20' do segundo tempo, não tenho opinião própria porque não tive visão direta do lance. Porém, pessoas credíveis com que estavam perto de consideraram que a envolvência dos dois atletas não merecia punição tão drástica e o amarelo equitativo seria suficiente. No lance perto do fim do jogo a que me referi acima, vi que o árbitro hesitou pois esboçou o gesto de levar o apito à boca mas não posso garantir que se tivesse apitado castigaria ou guarda redes ou o jogador da casa (Faizão?).



O UDL alinhou: Fonseca, Amaral, Faizão, Tiago, Trindade, Rui Sá, Queirós, Kitos, Peixe, Faneca, Pedrinha. Jogaram ainda: Marco, 79', Tiago Castro, 55' e Ribeirinho, 66'.






JORNADA 11

29/11ADC Correlhã-Atl. Arcos
ARC Paçô-Vitorino de Piães
Monção-FC Vila Franca
Castelense-AD Campos
Ponte da Barca-SC Courense
Cerveira-AD Chafé
Vila Fria-UD Lanheses
Valenciano-GD Moreira do Lima

        

6 comentários:

  1. AUL e um clube "privado" de uma familia !…por isso esta onde esta…e nao vais
    passar senao pelo caminho que tudo inflizmente indicam os resultados…Demita-se
    a direcao o treinador e vamos comecar tudo de novo com nova gente...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo das 14:56

    Muito bem! Haja quem se chegue à frente! Homens assim é que o UD Lanheses necessita. Com ideias novas e capacidade PARA O TRABALHO. Vamos acabar com os "Salgadinhos" desta terra...e, já com a cerveja!



    ResponderEliminar
  3. Nao me diga que tambem sao alcoolicos!!! Nao nao creio, apenas estao a monopolizar nao deixando entrar para socios aqueles que poderao destabilizar as assembleias e apoderarem-se do clube…Ha e houve muita gente capaz.(A comecar
    por si).

    ResponderEliminar
  4. Amigo Anónimo das 19:04

    Esta direção do UDL rejeita sócios!? A sério!? Abaixo! Fora! Vamos correr com eles, já! Com coligação ou sem ela. Onde já se viu!?

    Eu estarei sempre disponível para o que der e vier, mas, por agora, ando a tratar das canelas amolgadas pelas biqueiradas que tenho levado. Vou pagando a quotinha, compro a rifinha de entrada no ESTÁDIO quando vou ver os jogos e, não querendo de modo algum baixar o meu número 6 de sócio à custa dos adeus dos que me precedem, mantenho a firme convição de ainda poder chegar a number one, como o Mourinho.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. De anónimos a nossa terra está cheia... dar a cara á poucos!!!
    Como esse senhor que está a escrever como anónimo.
    Se tiver coragem dê a cara...
    Cumprimentos

    César Oliveira

    ResponderEliminar
  6. De acordo com o Sr Cezar de quintas culunas esta lanheses cheio quel trabalhe , muito pouccos ´relva no campo gracas' a quel de novo futebol n'a terra gracas a quel Claro que nao se ganham Todos os jogos ´ e ai dans pour cima os arbitos foi o que se veu ´ quem viu porque se calhar quem critica nao esta a la .forca rapazes David Pereira. Sempre lanhezense

    ResponderEliminar