domingo, 8 de novembro de 2015

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA.






AF Viana do Castelo
1ª Divisão
Estádio 15 de Agosto, Lanheses
2015.11.08


           UD LANHESES (UDL), 1 - GD Castelense  1
                            (Ao intervalo: 1-0)

 Lanhesenses não conseguiram derrubar a muralha do Castelo

UDL: Fonseca, Hugo, Faizão, Amaral, Lomba (C), (aos 65' Tiago Castro), Tiago, Kitos (aos 80' Ribeirinho) Queiroz, Rui Sá (aos 77', Pedrinha), Thomas e Faneca.

Árbitro: Fábio Nunes; auxiliares: Wilson Alves e Dylan Brito.



GOLOS: 1-0, aos 3', por Rui Sá, numa jogada muito bem delineada conduzida pela esquerda por Queiroz, concluída com  um cruzamento longo para o lado contrário, muito bem aproveitado por Rui Sá que, em corrida rematou para um belo golo. O empate resultou de um lance caricato protagonizado pelo guarda-redes Fonseca, aos 54', o qual, podendo ter controlado a bola completamente à vontade deixou-a escapar para um de dois avançados do Castelo que se limitou a tocá-la para o fundo da baliza.

             Fonseca, guarda-redes do UDL, tendo total responsabilidade no golo sofrido que resultou no empate, não merece ser culpado pela cedência de mais dois pontos em casa pela equipa, porquanto, o trabalho feito no decorrer da partida foi muito e bom. O seu erro foi um acidente em que o futebol é fértil, em qualquer nível da sua prática.



             O UDL voltou a não ser totalmente feliz no seu estádio onde, até agora, soma menos pontos do que conseguiu fora de portas. Há, todavia, que reconhecer que o resultado não traduz inteiramente a verdade do jogo, porquanto, em termos de oportunidades de golo, os rapazes de Guilherme Brito construiram mais e mlhores ao longo da partida, a última das quais aos 90'+2', quando (Faizão ?) num potente remate fora da área levou a bola a bater na trave com estrondo! E, antes e depois de chegar ao golo nos primeiros lances esteve por duas vezes em situação de bater o guarda-redes visitante.



             A equipa lanhesense esteve bastante bem no período inicial, parecendo mais confiante e assertiva no desenvolvimento das jogadas de ataque do que nos jogos anteriores evidenciando uma clara vontade de vencer a partida. Ora pela esquerda onde Queiroz se destacava pela velocidade e centros bem medidos, ora pela direita onde Faizão rompia e entrava na área visitante, servidos quase sempre bem por Amaral, os locais eram a melhor e mais perigosa equipa sobre o relvado e se tivessem ido para o descanso com uma diferença de mais um ou dois golos não constituiria surpresa de maior.


             Ao contrário do Castelense que manteve no período complementar um registo idêntico ao que tinha feito no período inicial, o UD Lanheses pareceu no segundo tempo ter baixado de produção, sobretudo até vinte minutos do fim do jogo em que atacou mais e melhor do que o seu adversário sem contudo chegar ao golo que lhe proporcionasse a vitória no jogo que, ao fim e ao cabo, merecia.


            Não é muito corrente no futebol que se joga no nosso país e mais neste escalão, um árbitro mostrar apenas um único amarelo em todo o jogo e quando a partida estava no segundo minuto de tempo de compensação que foi de quatro, exibido a um jogador do Castelense. Notável! Isto significa que Fábio Nunes controlou os jogadores de princípio ao fim sem necessidade de se defender com o escudo da cartolina, revelando sentido de ponderação e de presença que, infelizmente, não é muito comum na maioria dos juízes portugueses. Na minha observação, apenas me pareceu ter sido mal assinalado na primeira um fora de jogo ao ataque do UDL, o que não invalida que, no meu critério, a equipa de arbitragem tenha feito um bom trabalho.


                            O Carlinhos apresentou-se hoje com equipamento personalizado



Classificação

15/11Vitorino de Piães
-
Atl. Arcos
ADC Correlhã
-
FC Vila Franca
ARC Paçô
-
AD Campos
Monção
-
SC Courense
Castelense
-
AD Chafé
Ponte da Barca
-
UD Lanheses
Cerveira
-
GD Moreira do Lima
Vila Fria
-
Valdevez

             
                         O JOGO EM IMAGENS












Fotos: doLethes
Remígio Costa
            

Sem comentários:

Enviar um comentário