domingo, 2 de fevereiro de 2014

UNIDOS PARA SEMPRE, DE NOVO EM CASA.

         
  Presumivelmente será o macho, Sr. Lima.

  Vista pela primeira vez no cimo da chaminé do prédio da Rua de Santa Eulália no dia 13 de Janeiro do corrente ano (tinha sido avistada no dia anterior a sobrevoar o local), uma das cegonhas-brancas, presumivelmente a fêmea D. Lala, tinha desaparecido dali há já alguns dias deixando deserto o ninho que o casal construiu vai para cinco anos, tendo admitido que teria rumado a outras paragens ou uma das aves teria desparecido, pois que, quer na Veiga de Cima, junto à ETAR e, em Santa Marta de Portuzelo na chaminé da antiga fábrica do Sordo, se avistam os respectivos casais que os construíram e ocuparam nos anos anteriores.

Ampliando a imagem vêem-se distintamente as duas cegonhas-brancas no ninho e na antena da TV.
             

         Porém, hoje, dei conta de que, afinal, o casal Dona Lala e Sr. Lima continuam juntos e, pelos vistos, dispostos a procriar nova geração de cegonhinhas. Não cheguei a tempo de os fotografar ao mesmo tempo no local como pretendia, porque, enquanto me deslocava para sítio mais apropriado para o fazer, uma das aves levantou do ninho e, depois de um curto voo circular sobre a que ficara, pousou numa antena de TV a poucos metros do local. Logo a seguir, ambas iniciaram um voo para nascente desaparecendo por cima cima dos telhados dos prédios do Largo.

           Afinal, não é verdade que não se deve voltar a um local onde se foi feliz.

                               Posição algo instável.
          

1 comentário:

  1. Votos de felicidades para a D. Lala e o Sr. Lima! Gostei das fotos. Parabéns margarida

    ResponderEliminar