quinta-feira, 29 de agosto de 2019

A INVASORA SEDUTORA



                           Digam lá, é ou não é linda esta flor? Exótica, artística, harmoniosa e perfumada.Terá chegado a Portugal sem passaporte, sabe-se lá como e por quem. Deu-se bem, nos Açores, trocando vales e encostas dos Himalaias pelas lagoas e furnas de S. Miguel. 
                   Veio embrulhada em papel de jornal num cantinho da mala para cá, faz anos, para florir ao pé de uma roseira logo ao terminar o primeiro verão. Envolvida na remoção da terra ressurge, deslocada sem critério, alguns passos ao lado, uma, duas vezes, talvez mais outra. Risiliente, sobrevive e multiplica-se. 

                   Controlada.

                   Dá pelo nome (à escolha) de: conteira, jarroca, roca, cana-roca, roca da velha.

                   Roca da velha!? É o de que mais gosto.

Sem comentários:

Enviar um comentário