segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA - Taça avinagrada azedou o UD Lanheses.



Taça da AF Viana do Castelo
8ºs. de final
Em Lanheses, Viana do Castelo
2017.01.29 - 14:30 horas


               UD LANHESES, 0 - Cerveira, 4
                                 (ao intervalo: 0-2)

UDL alinhou: Rocha, Hugo, na 2ª parte Dani, César, na segunda parte Leo, Pedrinha (C), Faizão, Polido, Faneca, Kitos, Peixe e Vítor Sousa, aos 79' Lomba.
Treinador: Miguel Kitos.

Árbitro: José Tiago Dias. Auxiliares: André Carvalho e Diogo Ribeiro.

MARCADOR; aos 8' 0-1, na conversão de livre direto em posição frontal e a alguns metros da linha da grande área, num remate a média altura a entrar a meio da posição de Rocha e o poste; 0-2 aos 44' resultante de remate lateral fora da área com a bola a entrar junto ao poste oposto depois de passar por cima de Rocha; 0-3 aos 90'+1' com o marcador a recuperar a bola no meio campo e a isolar-se e a atirar para o fundo da baliza; e, aos 90'+2´numa situação em que aparecem isolados junto do jovem guarda redes da casa e em cima da baliza três jogadores dos visitantes um dos quais a concluir o lance com um toque de bico que fechou o resultado.

          Desfecho dececionante de um jogo para o qual os lanhesenses partiam com fundadas esperanças de prosseguir na prova confiados no excelente momento que a equipa de Miguel Kitos tem vindo a mostrar no campeonato, sendo surpreendidos pelas contingências adversas da partida e, mais do que isso, pela excelente exibição do seu adversário em todo o tempo de jogo. Com os cerveirenses a adiantarem-se fortuitamente no marcador logo aos 8' num livre direto resultante de falta que não pareceu existir, os locais reagiram bem à desvantagem tendo estado perto de restabelecer o empate na jogada imediata em dois remates sucessivos. Com o jogo a decorrer em bom ritmo e ambos os conjuntos postados em visar a baliza contrária, os locais tudo fizeram para assumir as rédeas da partida e desfazer a organização do adversário mas não tiveram meios para a ultrapassar de modo a reverter a ascendência necessária que lhe permitisse chegar ao golo, tendo visto o panorama agravar-se com  em cima do intervalo com a desvantagem a aumentar para dois tentos.


          No período complementar a partida desceu de nível relativamente ao período inicial, passando a arbitragem a ganhar protagonismo com decisões muito contestadas pelo banco do UD Lanheses, de que resultou a expulsão do fisioterapeuta da equipa. O conjunto do concelho de Valença, onde o UDL foi empatar para o campeonato a três golos, manteve a ascendência e gestão da partida, e tranquila quanto ao resultado e modo com tudo estava a decorrer, usou da sua maior experiência estabilizando a reação do conjunto da casa. No "lavar dos cestos" e aproveitando algum desnorte dos locais, os forasteiros aproveitaram o momento para chegar à goleada, de todo injusta quanto às prestações oferecidas pelos beligerantes no cômputo geral da partida.

           Os jogos ganham-se ou perdem-se coletivamente.Nos sucessos como nos desaires a responsabilidade é da equipa: treinadores, jogadores, dirigentes, e até dos adeptos...



 RESULTADOS DOS RESTANTES JOGOS  
      

                   Oitavos-de-Final








2017/01/29Monção2-2
(4-3)g.p.
Atl. Arcos



UD Moreira2-2
(1-3)g.p.
Távora



ADC Correlhã2-0SC Courense



FC Vila Franca3-2ACR Arcozelo



UD Lanheses0-4Cerveira



Melgacense3-0
(a.p.)
Cardielense



Anais FC0-5Vitorino de Piães



Vianense2-1AD Chafé

               O JOGO EM IMAGENS


























Fotos: doLethes
Remígio Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário