domingo, 19 de fevereiro de 2012

CONTAS DO CENTRO PAROQUIAL E SOCIAL DE RIBA LIMA.

          

             O Centro Paroquial e Social de Riba Lima fez públicas, através do "Cruzeiro" (folha semanal do serviço religiosa da Paróquia), com referência à data de 31 de Dezembro de 2011, as contas respeitantes à Obra Social em curso, as quais foram amplamente explicadas e prestados alguns esclarecimentos adicionais pelo Presidente da Direcção e pároco da freguesia Daniel da Silva Rodrigues, no final das três missas celebradas neste último fim de semana na Igreja Paroquial.

             TOTAL DA RECEITA:

                        Lugares:                            Totais

                     Agra ................................   2.977,00 €
              Bacelo..............................      710,00 €
              Barreiro ..........................    1 207,00 €
              Bajouca ..........................    3 845,00 €
              Campelo ........................     2 170,00 €
              Casal Maior ...................      2 115,00 €
              Corredoura ...................       7 470,00 €
              Devesa .........................      1 835,00 €
              Feira ............................     12 155,00 €
              Forcada .......................        2 750,00 €
              Granja ..........................       3 675,00 €
              Igreja ............................      2 125,00 €
              Lamas .............................    2 741,00 €
              Monte ............................     1 170,00 €
              Outeiro ..........................      2 900,00 €
              Peitilha ............................    2 950,00 €
              Rocha ............................         564,00 €
              Romão ...........................      4 019,10 €
              Roupeiras ........................     2 235,00 €
              Salvaterra ........................       510,00 €
              Santo Antão ....................     3 690,00 €
              Seixô ..............................     8 420,00 €
              Seara .............................        450,00 €
              Sobral .............................     2 565,00 €
              Taboneira .......................      4 710,00 €
              Catequese .....................       8 960,61 €
              Iniciativas Diversas .........     22 651,42 €
              Donativos Diversos               36 635,50 €
                Valores acumulados            148 205,63 €
             
                  RESUMO:

                     - Lugares ............................. 79 958,00 €
                     - Catequese .........................   8 960,61 €
                     - Iniciativas Diversas ............  22 651,42 €
                     - Donativos Diversos ............ 36 635,50 €
                                Total ......................   148 205,63 €

                                                           RECEITA:
                                        - Donativos da Comunidade ............. 148 205,63 €
                                        - Devolução do IVA .......................    52 806,31 €
                                        - Empréstimos Diversos .................   388 507,30 €
                                        -             Receita Total ..................    589 518,97 €
                                      
                                                           DESPESA:

                                        - Empreiteiro ...............................     491 281,05 €
                                        - Projectos,taxas e licenças .........       38 567,91  €

                                            Despesa Total .........................      529 848,95 €
                                       

            Relativamente aos valores constantes dos mapas acima, foram prestados os seguintes esclarecimentos:
    
            - O valor referido em "Catequese" respeita à recolha de 1 € efectuada pelas crianças que frequentam a catequese;
            - Em "Iniciativas Diversas" entraram as receitas avulsas resultantes de jantares, vendas de produtos oferecidos, festival do Parque Verde, e outras acções desenvolvidas individual ou colectivamente por pessoas voluntárias.
            - "Donativos Diversos", respeita a valores entregues directamente, sob anonimato, ao responsável da Obra Social e através de transferências e depósito bancário por opção dos doadores;
            - Em "Devolução do IVA" está o valor devolvido pelo Estado nos termos da lei, que é pago obrigatoriamente nas facturas em função do seu montante;
            - Nos "Empréstimos Diversos" estão incluídos os valores emprestados por particulares, por períodos até dois anos, sem pagamento de juros. Engloba a quantia de 50 000€ que constitui o montante do único empréstimo bancário assumido e que tem data de vencimento fixada para o próximo mês de Março, o qual vai ser liquidado graças a um empréstimo, também sem exigência de juros, por uma pessoa particular;
            - Nas receitas estão incluídos fundos colhidos em Vila Mou e São Salvador da Torre;
            - O saldo positivo é referido a 31.12.2011, que, entretanto, já foi utilizado em pagamentos de facturas do mês de Janeiro, entretanto vencidas;
            - Apesar de terem sido divulgadas as comparticipações das entidades públicas que atingem aproximadamente 370 000 €, nenhum valor até agora deu entrada nos cofres da Obra.
            - Os empréstimos contraídos perante particulares serão satisfeitos depois de recebidas as importâncias já aprovadas;

            -.No próximo mês deverão ser instalados a caixilharia, vidros, portas e a tela de isolamento; a conclusão da obra está prevista para 2013. Vai ser apresentada candidatura formal quando abrir o respectivo concurso público com vista à comparticipação estatal. A anterior candidatura falhou em benefício de outro Centro;
            - A Creche estará pronta em Setembro para iniciar o seu funcionamento; o Centro de Dia, estará concluído em Dezembro e, tal como o apoio domiciliário, já vai nessa altura começar a funcionar.
            - Foram, também, prestados esclarecimentos sobre o regime de trabalho e respectivas contratações de duas colaboradoras da Obra: Joana Barros e Catarina Vale. Ambas foram colocadas através do Centro de Emprego após concurso para a realização dos respectivos estágios de licenciatura e eram pagas por verbas camarárias.

             Na conclusão da sua exposição, o padre Daniel Rodrigues fez questão de salientar que todo o contributo para a Obra é voluntário e sem indicação de valores, não deixando de enaltecer tanto os grande como os pequenos donativos, a generosidade dos que se oferecem para os empréstimos sem cobrança de juros e todos os que se têm vindo a empenhar na angariação de receitas. Deixou também muito claro que, quem pretender consultar pessoalmente a contabilidade e os documentos que suportam os valores divulgados, tanto os da Obra como os da Fábrica da Igreja, ser-lhes-ão disponibilizados sem  constrangimentos de qualquer ordem salvo o da preservação do anonimato dos doadores que assim o pretenderam, não reconhecendo porém o mesmo direito aos que em nada contribuem para a Obra e não estão de acordo com a sua criação.
           


Sem comentários:

Enviar um comentário